Sábado, 24 de Maio de 2008

NBC anuncia data de regresso das suas séries

 

A NBC, este ano, decidiu arrancar sempre à frente de todos os outros. Enquanto os restantes canais ainda se decidem por alguns pilotos, a NBC decidiu anunciar já a data de estreia das suas séries para a próxima temporada. Podem marcá-las nos vossos calendários:

 

Segunda-feira, 22 de Setembro: “Heroes”, episódio de 2 horas (9-11 p.m.)

 

Terça-feira, 23 de Setembro: "Law & Order: Special Victims Unit" (10-11 p.m.)

 

Quarta-feira, 24 de Setembro: "Knight Rider" (8-9 p.m.); "Lipstick Jungle (10-11 p.m.)

 

Quinta-feira, 25 de Setembro: "My Name Is Earl", episódio de 1 hora (8-9 p.m.); "The Office", episódio de 1 hora (9-10 p.m.); "ER" (10-11 p.m.)

 

Segunda-feira, 29 de Setembro: "Chuck" (8-9 p.m.); "My Own Worst Enemy" (10-11 p.m.)

 

Sexta-feira, 3 de Outubro: "Life" (10-11 p.m.)

 

Quinta-feira, 9 de Outubro: "Kath & Kim" (9:30-10 p.m.)

 

Sexta-feira, 17 de Outubro: "Crusoe", episódio de 2 horas (8-10 p.m.)

 

Quinta-feira, 30 de Outubro: "30 Rock" (8:30-9 p.m.)

 

publicado por ZB às 15:45
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Grelha 2008-09: NBC

 

A NBC há mais de um mês que fez questão de divulgar a sua grelha para a temporada de 2008-09. E o que podemos esperar?

 

Séries Renovadas: “30 Rock”, “Chuck”, “ER”, “Friday Night Lights”, “Heroes”, “Life”, “Lipstick Jungle”, “Medium”, “My Name is Earl”, “Law & Order”, “Law & Order: SVU” e “The Office”.

 

Séries Canceladas: "Bionic Woman", “Journeyman”, "Las Vegas", “Scrubs” (esta está confirmada na ABC)

 

Séries Novas:

 

[Drama] My Own Worst Enemy: Henry Spivey (Christian Slater, "Bobby") é um homem da classe média que vive nos subúrbios com a mulher, os dois filhos, o cão e uma mini-caravana. Edward Albright é um agente que fala 13 línguas, consegue correr uma milha em 4 minutos e foi treinado para matar com os próprios dentes. Henry e Edward são dois opostos que apenas têm uma coisa em comum: o mesmo corpo. Quando a divisória entre os dois é destruída, ambos começam a viver perigosamente fora do seu elemento. Jason Smilovic (“Kidnapped”) e David Semel (realizador dos pilotos de “Heroes” e “Life”) são os produtores executivos.

 

[Drama] Knight Rider (acho que sobre esta não será necessário falar mais)

 

[Drama] Crusoe: Baseada no lendário livro de Daniel Defoe, esta é a história de Robinson Crusoe. Um jovem deixa o seu verdadeiro amor para embarcar numa aventura, mas, após o seu barco naufragar, acaba preso numa ilha tropical durante 28 anos. Completamente alheado da sua vida anterior, as únicas coisas que conseguem manter a sua sanidade são o desejo de regressar para a sua mulher e uma invulgar amizade desenvolvida com Friday, um nativo da ilha em que naufragou. Enquanto está retido na ilha, Crusoe encontra vários inimigos e luta constantemente contra a mãe natureza. Parte “MacGyver”, “Castaway” e “Piratas das Caraíbas”, esta será uma série sobre uma história de sobrevivência com acção e comédia à mistura. 

 

[Drama] Kings: Esta série explora a temática intemporal da luta entre David e Golias e passa-se numa moderna metrópole debaixo de fogo, onde a luta durou tempo de mais e muitas vidas foram perdidas. Quando David Shepherd (Christopher Egan, "Resident Evil: Extinction"), um bravo jovem soldado, resgata do território inimigo o filho do rei (Ian McShane, "Deadwood"), ele coloca alguns eventos em movimento que trarão ao reino a desejada paz. David torna-se assim famoso, ganhando o afecto das mulheres, incluindo o da filha do rei, sendo promovido a capitão e tornando-se o modelo a seguir. Mas, para David, as linhas entre os seus amigos e inimigos vão começar-se a cruzar à medida que os influentes do reino começam a fazer de tudo para ver a sua queda. Esta série foi criada por Francis Lawrence (realizador de “I Am Legend”). Michael Green (“Heroes”), Francis Lawrence e Erwin Stoff (“I Am Legend”) são os produtores executivos.

 

[Drama] Merlin: Esta série, como indica o próprio nome, é inspirada na conhecida personagem das histórias de Rei Artur, mas também inspirada no século XXI. Antes de Merlin (Colin Morgan, "Doctor Who") e Arthur (Bradley James, "Lewis") se terem tornado lendas, eles eram dois ambiciosos jovens à procura de aventura, na esperança de viverem de acordo com as expectativas que as suas famílias têm, à descoberta do amor e do seu próprio destino, fazendo erros pelo caminho. “Merlin” é uma série de fantasia passada na mítica cidade de Camelot e pretende mostrar a fase inicial de Merlin e Arthur. Anthony Head ("Buffy the Vampire Slayer"), Richard Wilson ("A Passage to India"), Angel Coulby ("Magicians") e Katie McGrath ("The Tudors") também integram o elenco.

 

[Drama] The Philanthropist: Teddy Rist é um rebelde com uma causa. Ele adora mulheres, dinheiro e poder. Depois da trágica morte do seu filho único, ele decide que vai passar a sua vida, e recorrendo à sua fortuna, para ajudar os mais necessitados. Ele fará tudo para atingir os seus objectivos. Por exemplo, em vez de gastar 25 mil dólares num prato numa acção de angariação de fundos, ele escapa a balas em países do Terceiro Mundo para entregar vacinas em mãos. Tom Fontana ("Homicide: Life on the Street"), Barry Levinson ("Homicide: Life on the Street") e Charlie Corwin ("L.A. Ink") são os produtores executivos.

 

[Drama] The Listener: Toby Logan (Craig Olejnik, "The Runaway") é um paramédico de 24 anos que vive com um segredo: ele consegue ler as mentes das pessoas. Um procedural que explora a luta de um sobredotado que decide utilizar os seus dotes para resolver crimes. Christina Jennings, Scott Garvie, Michael Amo, Russ Cochrane, Glen Davis e Bill Laurin são os produtores executivos.

 

[Comédia] The Office Spin-off (acho que sobre esta não será necessário falar mais)

 

[Comédia] Kath & Kim: O duo mais disfuncional dos subúrbios. Kath Day (Molly Shannon, NBC's "Saturday Night Live") é a mãe, uma sexy mulher nos seus 40, que finalmente tem tempo para si própria e para a sua busca pelo amor. Kim Day (Selma Blair, "Hellboy," "Hellboy II") é a filha, que recentemente se separou do marido e agora consola-se refugiando-se na comida. Quando Kim decide voltar para a casa da mãe, Kath aceita relutantemente e, para pesar de Kim, a sua mãe não lhe pretende satisfazer todas os seus caprichos como o fazia no passado. Baseada na comédia de maior sucesso da Austrália com o mesmo título, Kath e Kim são duas mulheres que vivem para coisas como unhas de acrílico, novos penteados e diamantes. Michelle Nader ("The King of Queens") é produtora executive e argumentista. Paul Feig ("Freaks and Geeks," "The Office") é produtor executive e realizador. Gina Riley, Jane Turner e Rick McKenna são também produtores executivos.

 

publicado por ZB às 11:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 11 de Maio de 2008

Rumores sobre as grelhas da temporada 2008-09

 

Esta semana iremos saber o que esperar da próxima temporada (2.ª > NBC; 3.ª > ABC e CW; 4.ª > CBS; 5.ª > FOX), visto os canais se estarem a preparar para divulgar o alinhamento das suas grelhas, mas já começam a ser conhecidas algumas das decisões tomadas pelas estações em relação a pilotos e séries que estavam na corda bamba. Aqui ficam algumas (de onde se excluem aquelas cujo futuro já era conhecido há mais tempo), mas tenham em conta que nada está ainda confirmado:

 

Séries Renovadas: “Eli Stone” (ABC); “‘Til Death” (FOX); ainda não é certo, mas quase: “Reaper” (CW)

 

Séries Canceladas: “New Amsterdam”, "Canterbury's Law" e “Back to You” (FOX); “Aliens in America” (CW); “Women’s Murder Club” (ABC)

 

Pilotos Aprovados: “Fringe”, “Sit Down, Shut Up” e “The Inn” (FOX); Beverly Hills 90210 (CW)

 

tags: , , , ,
publicado por ZB às 12:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

"Friday Night Lights" renovada e spin-off de "The Office" a caminho

 

É oficial! “Friday Night Lights” foi renovada para uma terceira temporada.

 

O anúncio foi feito hoje, durante a apresentação da grelha da NBC para a próxima temporada e a qual podem ver em baixo.

 

Além da renovação de FNL, a NBC apresenta-nos ainda a surpresa de um spin-off de “The Office”.

  

NBC PRIMETIME SCHEDULE FOR FALL 2008 - 09

  

*New programs in UPPER CASE (with the exception of "ER")

  

MONDAY


8 - 9 p.m.: "Chuck" 9 - 10 p.m.: "Heroes" 10 - 11 p.m.: "MY OWN WORST ENEMY"

 

TUESDAY


8 - 9:30 p.m.: "The Biggest Loser: Families" 9:30 - 10 p.m.: "KATH & KIM" 10 - 11 p.m.: "Law & Order: Special Victims Unit"

 

WEDNESDAY


8 - 9 p.m.: "KNIGHT RIDER" 9 - 10 p.m.: "Deal or No Deal" 10 - 11 p.m.: "Lipstick Jungle"

 

THURSDAY


8 - 8:30 p.m.: "My Name Is Earl" 8:30 - 9 p.m.: "30 Rock" 9 - 9:30 p.m.: "The Office" 9:30 - 10 p.m.: "The Office" "SNL THURSDAY NIGHT LIVE" 10 - 11 p.m.: "ER"

 

FRIDAY


8 - 9 p.m.:
"CRUSOE" 9 - 10 p.m.: "Deal or No Deal" 10 - 11 p.m.: "Life"

 

SATURDAY


8 - 9 p.m.: "Dateline NBC" 9 - 10 p.m.: "KNIGHT RIDER" (Encores) 10 - 11 p.m.: "Law & Order: Special Victims Unit" (Encores)

 

SUNDAY


7 - 8:20 p.m.: "Football Night in America" 8:20 - 11 p.m.: "NBC Sunday Night Football"

 

NBC PRIMETIME SCHEDULE FOR WINTER 2009


(*New programs in UPPER CASE (with the exception of "ER")

 

MONDAY


8 - 9 p.m.: "Chuck" 9 - 10 p.m.: "Heroes" 10 - 11 p.m.: "THE PHILANTHROPIST"

 

TUESDAY


8 - 9:30 p.m.: "The Biggest Loser: Couples" 9:30 - 10 p.m.: "KATH & KIM" 10 - 11 p.m.: "Law & Order: Special Victims Unit"

 

WEDNESDAY


8 - 9 p.m.: "KNIGHT RIDER" 9 - 10 p.m.: "Deal or No Deal" 10 - 11 p.m.: "Law & Order"

 

THURSDAY


8 - 8:30 p.m.: "My Name Is Earl" 8:30 - 9 p.m.: "30 Rock" 9 - 9:30 p.m.: "The Office" 9:30 - 10 p.m.: "THE OFFICE SPINOFF" 10 - 11 p.m.: "ER"/"The Celebrity Apprentice"

 

FRIDAY


8 - 9 p.m.: "Deal or No Deal" 9 - 10 p.m.: "Friday Night Lights" 10 - 11 p.m.: "Life"

 

SATURDAY


8 - 9 p.m.: "Dateline NBC" 9 - 10 p.m.: "Law & Order: Special Victims Unit" (Encores) 10 - 11 p.m.: "Law & Order" (Encores)

 

SUNDAY


7 - 8 p.m.: Specials/"Dateline NBC" 8 - 9 p.m.: Specials/"MERLIN" 9 - 10 p.m.: Specials/"Medium" 10 - 11 p.m.: Specials/"KINGS"

 

NBC PRIMETIME SCHEDULE FOR SUMMER 2009


(*New programs in UPPER CASE)

 

MONDAY (January)


8 - 9 p.m.: "American Gladiators" 9 - 10 p.m.: "AMERICA'S TOUGHEST JOBS" 10 - 11 p.m.: "Dateline NBC"

 

TUESDAY


8 - 9 p.m.: Most Outrageous Moments 9 - 10 p.m.: "America's Got Talent" 10 - 11 p.m.: "Law & Order: Special Victims Unit" (Encores)

 

WEDNESDAY


8 - 9 p.m.: "SHARK TAGGERS" 9 - 10 p.m.: "America's Got Talent" (Results Show) 10 - 11 p.m.: "Law & Order" (Encores)

 

THURSDAY


8 - 8:30 p.m.: "The Office" 8:30 - 9 p.m.: "THE OFFICE SPINOFF" 9 - 10 p.m.: "Last Comic Standing" 10 - 11 p.m.: "THE LISTENER"

 

FRIDAY


8 - 9 p.m.: "CHOPPING BLOCK" 9 - 11 p.m.: "Dateline NBC"

 

SATURDAY


8 - 9 p.m.: Drama Encores 9 - 10 p.m.: Drama Encores 10 - 11 p.m.: Drama Encores

 

SUNDAY


7 - 8 p.m.: "Dateline NBC" 8 - 9 p.m.: "Monk" 9 - 10 p.m.: "Nashville Star" 10 - 11 p.m.: "KINGS" (Encores)

 

publicado por ZB às 19:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 31 de Março de 2008

NBC: "Knight Rider" praticamente certo para a próxima temporada

 

Para quem gostou da nova versão de “Knight Rider”, vai certamente ficar feliz com a notícia de que a NBC está prestes a anunciar a continuação daquele mísero telefilme de hora e meia.

 

Segundo a Variety, ao que tudo indica, a nova série deverá ocupar uma posição na grelha de programação à sexta-feira.

 

Na mesma notícia surge uma declaração simplesmente fascinante e sobre o que poderemos esperar do futuro da NBC, referente aos novos programas que a estação tem previstos para a próxima temporada: “A pessoas precisam de escapar [dos problemas do dia-a-dia]. A programação de Ben [Silverman] segue uma estratégia onde as pessoas possam ligar a televisão e desligar-se mentalmente. Esta é a sua directiva, e acho que irão vê-la reflectida nos programas”. Estas palavras foram proferidas por Marc Graboff, co-presidente da secção de Entretenimento da NBC.

 

Excelente! Para quê fazer algo que possa ser de alguma forma educativo ou possa fazer com que as pessoas dêem alguma utilidade à sua caixa cinzenta?

 

publicado por ZB às 15:27
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

"Scrubs" a caminho da ABC?

 

”Scrubs”, série transmitida em Portugal pela Sic Radical com o nome de “Médicos e Estagiários”, está a originar uma guerra entre a NBC e a ABC.

 

A comédia da NBC, produzida pelos ABC Studios, termina esta temporada, mas alguns órgãos de comunicação norte-americanos dão conta de que a ABC pode estar a tentar «desviá-la» para a estação, com a intenção de a manter no ar por, pelo menos, mais uma temporada de 18 episódios.

 

O interesse de Steve McPherson, presidente da secção de entretenimento da ABC, na série não é novo e já tinha mencionado publicamente várias vezes que, caso a NBC desistisse da série, a ABC poderia dar-lhe uma segunda hipótese.

 

Por seu lado, a NBC recorda que tem um contrato estabelecido com os ABC Studios e que, se houver alguma quebra do mesmo, tomará as necessárias medidas legais. A estação e os estúdios encontram-se, neste momento, a negociar o destino dos 6 episódios que não foram produzidos devido à greve dos guionistas e que dariam o merecido final à série.

 

De referir que a ABC, estação de televisão, e os ABC Studios, estúdios de produção, fazem parte da mesma empresa-mãe, mas são autónomos, com os estúdios a produzirem muitos conteúdos para outras estações televisivas.

 

publicado por ZB às 11:13
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

Robinson Crusoe na próxima temporada

 

Tal como já tinha sido noticiado aqui, em Outubro do ano passado, a NBC pediu 13 episódios de uma nova série sobre o clássico de Daniel Dafoe, “Robinson Crusoe”. Agora, sabe-se que a estação norte-americana planeia lançar a série no Outono ou na mid-season de 2009, estando a decisão dependente da possível existência de uma greve dos actores no Verão (sim, agora é a vez dos actores negociarem os seus contratos com as produtoras).

 

tags: ,
publicado por ZB às 11:03
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

Knight Rider: Por favor, mais não!!

 

O KIIT está de volta… Mas mais valia ter ficado fechado na garagem. Este remake de “Knight Rider” tem uma história fraca, interpretações pobres, maus diálogos e várias cenas de revirar os olhos (a última então nem se fala). Nem merece estas linhas que aqui escrevi, quanto mais perder uma hora e vinte minutos a vê-lo. Espero que a NBC não faça série disto, mas com 12 milhões de audiência acho que será inevitável…

 

publicado por ZB às 22:27
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

Bye, Bye "Las Vegas" e "Bionic Woman"

 

A NBC vai cancelar “Las Vegas” e a já esperada “Bionic Woman”. Para os fãs da primeira, o último episódio foi mesmo o da semana passada…

 

publicado por ZB às 19:13
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

"Friday Night Lights" em dois canais = salvação!?

 

Os executivos da NBC Universal decidiram procurar uma forma alternativa para assegurar uma terceira temporada de “Friday Night Lights”: partilhar a série com outro canal além da NBC.

 

The CW, Comcast Entertainment Networks (E!/G4) e TNT, bem como a Direct TV, foram algumas das estações com as quais já houve conversações.

 

A forma como os episódios seriam distribuídos ainda é incerta, mas o modelo utilizado para "Law & Order: Criminal Intent", que passou primeiro na USA Network e alguns meses depois na NBC, é uma das hipóteses colocadas.

publicado por ZB às 10:40
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Friday Night Lights – 2x10 – There Goes The Neighborhood (NBC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu o episódio.

 

Depois de praticamente um mês de pausa, “Friday Night Lights” regressou na passada sexta-feira em força, deixando para trás alguns episódios menos conseguidos e voltando a mostrar o porquê de ter sido uma das melhores séries da temporada passada.

 

“There Goes The Neighborhood” começa de forma estrondosa (Marc Cherry bem que pode aprender alguma coisa), com um tornado a atingir o Condado de Dillon. Ao contrário do que muitas outras séries fariam (ou fizeram), aqui as coisas são tratadas de forma mais real. Existe um alerta, a expectativa, o pânico do momento e a acalmia depois da tempestade sem dramatismo em excesso.

 

Passado o momento de aflição, é hora de reconstruir. A própria cidade de Dillon não foi demasiado afectada pelo fenómeno natural, mas a cidade vizinha de Laribee foi, principalmente, a sua escola secundária, cuja equipa de futebol americano é uma das maiores rivais dos Dillon Phanters. Em solidariedade, os alunos de Dillon recebem os de Laribee na sua escola, o que implica os Phanters partilharem as suas instalações desportivas com os rivais. Como seria de esperar, desta inesperada e forçada interacção vão resultar momentos de grande tensão.

 

Mas, voltando ao início do episódio, uma das melhores decisões dos últimos tempos dos produtores da série foi colocar o Tim Riggins dentro da casa dos Taylor. Daqui surgiram excelentes cenas durante todo o episódio, quer cómicas como dramáticas, derivadas do embeiçamento de Julie e, principalmente, Shelly, a irmã de Tami, pelo jovem rapaz. E é também daqui, desta tensão sexual entre os personagens, que o episódio atinge o seu clímax, quando Eric se equivoca ao encontrar Tim a deitar uma embriagada Julie na sua cama e confunde a ajuda do rapaz com algo de sexual entre os dois. Se bem que a cena foi bastante emotiva, não deixa de causar um certo incómodo, porque Tim tem-se tornado cada vez mais na personagem em que tudo de mal acontece e que não consegue endireitar a sua vida mesmo quando quer. Quando finalmente parecia ter a influência necessária para o fazer, a ligação que tinha fortalecido com Eric caiu por terra devido a um equívoco. Veremos que desenvolvimentos esta linha de argumento nos traz no futuro.

 

As outras linhas de argumentos principais deste episódio foram a conturbada relação Landry/ Tyra, que continua a ser ponto de foco desta segunda temporada, e a decisão da mãe de Lyla em se casar com o seu novo namorado. As duas foram bastante bem esgrimidas, principalmente a primeira, onde a relação entre os dois jovens funciona como perfeito paralelismo à história de Romeu e Julieta, adaptando à actualidade um amor (quase) impossível entre duas personagens de mundos diferentes. Já a segunda, proporcionou um dos melhores momentos do episódio quando Buddy tenta convencer Pam a voltar para ele.   

 

Estranhamente, ou talvez não, a personagem de Jason Street voltou a estar ausente do episódio. É bastante provável que, em breve, esta personagem faça parte da história passada de “Friday Night Lights”. O que se aceita. A personagem foi bastante importante durante a primeira temporada, mas perdeu protagonismo e até espaço nesta segunda temporada.

 

Nota: 9.3/10   

 

publicado por ZB às 18:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

Heroes: promo de "Villains" aparece na net!

 

Apareceu na Internet uma pequena promoção ao terceiro volume de “Heroes”, que se intitulará “Villains”. Podem vê-la em baixo.

 

publicado por ZB às 10:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Adeus a "The 4400" e "The Dead Zone"; "Monk" e "Psych" a caminho da NBC

 

Más notícias para os fãs de “The 4400” e “The Dead Zone”: ambas foram canceladas pelo canal USA, devido às fracas audiências. “The 4400” teve uma média de 1,424,000 espectadores durante a sua mais recente temporada, enquanto “The Dead Zone” teve uma média de 1,385,000.


Noutras notícias envolvendo o canal de cabo norte-americano, “Monk” e “Psych” estão de malas feitas para a NBC. Pelo menos, vão começar a ser emitidas repetições dos episódios existentes. A NBC precisava de material novo visto a escassez de programas originais devido à greve dos guionistas. Esta transferência é possível porque ambas as séries são produzidas pela NBC Universal. Ambas as séries serão exibidas aos domingos à noite, a partir de Março.

publicado por ZB às 19:32
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

Will Arnett será a voz do novo KITT

 

Já sabíamos como seria a nova versão do KITT (um Ford Mustang Shelby GT500KR, com capacidade de mudar de forma à lá Transformers). Agora ficamos a conhecer que lhe dará voz: Will Arnett, o Gob de “Arrested Development”.

 

A NBC exibirá a nova versão de “Knight Rider” (O Justiceiro), um filme para televisão de duas horas que poderá tornar-se o episódio piloto de uma nova série, no dia 17 de Fevereiro do próximo ano.

 

Justin Bruening, Deanna Russo, Sydney Tamiia Poitier e Bruce Davidson integram o elenco, e teremos ainda a participação especial de David Hasselhoff.

 

publicado por ZB às 12:07
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

Heroes – 2x11 – Powerless (NBC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu o episódio.

 

O segundo volume de “Heroes”, intitulado «Generations», chegou ao fim e a segunda temporada também pode ter chegado, tudo dependendo do resultado das negociações entre os guionistas norte-americanos e as grandes produtoras. E a verdade é que não vai deixar grandes saudades. Agora, há que olhar em frente e ambicionar que «Villans», o terceiro volume da série, seja uma verdadeira pedrada num charco que começava a tornar-se, cada vez mais, num autêntico pântano de más ideias e fraca capacidade de criação de histórias.

 

Gostei de “Powerless”. Personagens morrem (pelo menos aparentemente). Só é pena que não tenham sido outros (a.k.a Hiro) a morrer.

 

Como seria de esperar, a luta entre Hiro e Peter (se é que se lhe pode chamar isso) foi facilmente vencida pelo segundo. Peter é simplesmente o mais forte de todos os «heróis» devido à sua capacidade de absorção de poderes e Hiro nunca teria qualquer hipótese de vencer tal confronto. O que continuo sem perceber nesta série é a razão de terem dinheiro para gastar em efeitos especiais (Nova Iorque a explodir, pessoas a voar, etc.) e não terem para fazer uma boa cena de luta.

 

Passando à frente, Peter cai finalmente em si no que diz respeito a Adam, depois de ser convencido pelo irmão que aquele não era a melhor das companhias, e consegue evitar que o vírus se dissemine. Hiro dá uma ajuda e, ao mesmo tempo, leva a cabo a sua vingança, deixando Adam enterrado vivo no mesmo cemitério onde Kaito Nakamura foi sepultado. Mórbido. One down, two to go.

 

Fartos de terem de emendar os erros dos seus pais, Nathan, Matt e Peter decidem que a melhor forma de resolver os seus problemas será revelando ao mundo que eles têm capacidades especiais. Para isso, decidem organizar uma conferência de imprensa para expor todos os segredos que a “Companhia” quer manter desconhecidos do mundo. Logo que esta ideia foi mencionada pela primeira vez, ficou o sentimento de que algo iria impedir que tal acontecesse. E assim foi. Quando Nathan se preparava para revelar ao mundo que tinha características diferentes das outras pessoas, alguém na plateia o alveja várias vezes. E o mais surpreendente, é que, de seguida, é-nos mostrado que a sua própria mãe está envolvida nessa tentativa de assassinato. Mas, sinceramente, acho que Nathan não vai morrer. Apesar de ter sido menos preponderante durante este volume, é um personagem importante na medida em que serve de equilíbrio a Peter quando este se encontra algo “perdido”. Vimos isso no final do primeiro volume e voltámos a testemunhar a sua influência junto do irmão neste episódio, quando lhe fez abrir os olhos em relação a Adam. Seja como for… Two down, one to go.

 

Sylar continua a sua busca por uma forma de recuperar os seus poderes e a resposta está na cura que Suresh desenvolveu para o vírus Shanti. Fazendo-o refém, juntamente com Molly e Maya, que fica a conhecer o verdadeiro Sylar, deslocam-se ao antigo apartamento de Isaac Mendez, agora transformado no laboratório de Suresh. Ali, Maya, ajudada pela pequena Molly, descobre que o irmão está morto, enfrenta Sylar e este dá-lhe um tiro no peito. Parecia que esta seria a terceira fatalidade do episódio, mas tal não aconteceu. Certamente, muitos fãs ficaram extasiados com a possibilidade. Pessoalmente, estou contente que ela tenha sobrevivido. Gosto da personagem e, em especial, do seu poder. Apesar de achar que ela seria melhor aproveitada como vilã.

 

Enquanto isso, Claire continua a planear divulgar ao mundo a existência da “Companhia” e dos seus planos maquiavélicos (déjà vu!!!). Subitamente, HGR reaparece, numa cena com pouco dramatismo para o momento que é, e explica a Claire que se ela deixar a “Companhia” em paz, eles a deixarão viver a sua vida como uma pessoa normal (sim, pois…). A única contrapartida é que ele tem de voltar a trabalhar para eles.

 

Por fim, temos a história de Nikki, Micah e Monica. Depois de Monica ser raptada, Micah convence Nikki de que têm de ir salvá-la. Mesmo sem poderes, Nikki consegue resgatar a sobrinha mas às custas da própria vida. Este desfecho não é de estranhar. Desde o início do segundo volume que Nikki se dirigia para ele. As evidências estavam à vista de todos. A história da personagem só foi retomada ao terceiro episódio, foram introduzidas novas personagens com ligações afectivas a Micah (avó e primos) e, finalmente, a mais evidente, quando ela foi infectada pelo vírus Shanti. Mas em vez de lhe darem um final triste, sujeita à enfermidade, os produtores da série decidiram dar-lhe um final heróico. Pareceu-me bem. All down.

 

Agora resta esperar pelo terceiro volume, dedicado aos vilões. Apesar de achar o Sylar um bom vilão, espero que arranjem algo ainda mais assustador. O vilão de Molly era assustador até se saber quem era realmente, altura em que se tornou quase uma desilusão. O mesmo se pode dizer de Adam. No fundo o que faz falta é sangue! Quero sangue! Uma história de super-heróis quase sem sangue?! Vá lá, mostrem-nos alguma coisa de jeito.

 

Nota: 9.4/10 

 

 

tags: ,
publicado por ZB às 15:34
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sábado, 1 de Dezembro de 2007

Journeyman – 1x10 – Blowback (NBC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu o episódio.

 

“Journeyman” é uma série moribunda em termos de produto, mas está mais viva que nunca em termos de história.

 

Apesar de ter tido um dos meus episódios pilotos preferidos desta temporada, depressa demonstrou que a excelência do seu início se começava a dissipar. Os regressos ao passado de Dan Vasser (Kevin McKidd) tornaram-se repetitivos e aborrecidos e a estranha presença da ex-noiva de Dan, Lívia (Moon Bloodgood), que supostamente tinha falecido num acidente de avião, ainda tornava as coisas piores. Os únicos aspectos que despertavam algum interesse residiam na relação de Dan com a sua mulher, Katie (Gretchen Egolf), e na deterioração que a mesma sofria devido às sucessivas ausências de Dan nos momentos menos oportunos, ou na pouco sólida relação que Dan tem com o seu irmão, Jack (Reed Diamond).

 

Pelo meio foram sendo colocados alguns mistérios e resolvidos outros, principalmente, envolvendo Lívia, que afinal não tinha morrido, apenas tinha o mesmo “dom” de Dan.

 

Agora, chegados ao décimo episódio, os produtores da série decidiram agraciar-nos com um fabuloso episódio, marcado por um ritmo alucinante e por muitos momentos de cortar a respiração (quando Jack vê Lívia foi verdadeiramente arrepiante).

 

Continuando os eventos do episódio anterior, onde Dan salvou duas raparigas de um raptor, Aeden Bennett, e conseguiu capturá-lo quando não era suposto tê-lo feito, em “Blowback”, o mesmo homem, agora libertado da prisão, decide procurar Dan para executar a sua vingança. Logo as primeiras cenas do episódio são alucinantes com Dan a ser alvejado por Aeden e a desaparecer quase de imediato para o passado. Pensando que Dan está escondido, Aeden consegue convencer Katie a voltar a casa e fá-la sua refém, numa artimanha muito bem desenvolvida.

 

No passado, Dan é levado por Lívia ao hospital que, entretanto, lhe revela que quem os faz viajar no tempo não quer que eles alterem o rumo de eventos não planeados e que, para restaurar a ordem, ele precisa de voltar ao sítio onde apareceu inicialmente. Ao fazê-lo, Dan apercebe-se que a pessoa que tem de ajudar é Aeden quando este ainda era miúdo e constantemente abusado pelo pai.

 

Pelo meio do episódio, ainda tivemos uma enigmática conversa entre o Agente Richard Garrity (Paul Schulze) e Jack, que por um lado ajudou a convencer Jack que o irmão tinha falado a verdade durante todo este tempo e, por outro, que o agente do FBI sabia algo mais do que estava a dizer.

 

Na globalidade do episódio, o factor mais importante é que conseguiu conjugar na perfeição os desenvolvimentos do passado com os do presente. Além disso, todo o elenco teve uma excelente prestação, especialmente, o convidado especial Raphael Sbarge (Aeden Bennett adulto).

 

Quanto ao futuro da série, a NBC ainda não lhe atribuiu temporada completa, e muito dificilmente o fará, mas parece que ao menos irão transmitir todos os episódios, sendo que os próximos estão agendados para o horário normal da série a 10 e 17 de Dezembro e o último a 19 de Dezembro, uma quarta-feira.

 

Entretanto, e embalados pelo sucesso que foi o salvamento de “Jericho”, os fãs já se estão a organizar para tentar impedir que a série seja cancelada, sendo o site http://savejourneyman.net/ um dos exemplos disso.

 

Nota: 9.7/10

 

 

publicado por ZB às 16:04
link do post | comentar | favorito
|

Katee Sackhoff desmente saída de “Bionic Woman”

 

Depois de terem surgido alguns rumores de que Katee Sackhoff estaria de saída de “Bionic Woman” devido a problemas de relacionamento com a protagonista da série, Michelle Ryan, a actriz esclareceu, em entrevista à TV Guide, que os mesmos são falsos.

 

«Não tenho planos para sair de “Bionic Woman” e Michelle Ryan está a fazer um excelente trabalho. Não existe qualquer tipo de conflito entre nós», afirmou.


O boato surgiu num blog, quando o seu autor ouviu a actriz falar numa convenção de “Battlestar Galactica”. «É triste porque tu queres relacionar-te bem com os fãs e depois eles fazem este tipo de coisas», referiu Sackhoff. Depois da história inicial ter sido espalhada, vários fãs que também estiveram na convenção escreveram a desmentir o boato e a defender a actriz.

 

Katee Sackhoff revelou à TV Guide que assinou um contrato de seis anos por “Bionic Woman” e que, de facto, reuniu-se com os produtores da série para discutir o seu envolvimento na mesma, que tinha sido muito limitado este ano devido às suas obrigações para com “Battlestar Galactica”. Referiu ainda que «ficaria feliz se completasse os seis anos de contrato», mas que também aceitaria se os produtores decidissem cortar o seu papel, pois compreende que «a série chama-se “Bionic Woman” e não “Bionic Women” (Mulher Biónica e não Mulheres Biónicas)».


Entretanto, esta polémica até pode nem ter qualquer significado dado que a NBC ainda não ordenou temporada completa para a série, ao contrário do que fez com “Chuck” e “Life”, e o último episódio que foi transmitido na quarta-feira passada, o último que estava completo antes da greve dos guionistas, pode bem ter sido o último da série.

 

publicado por ZB às 14:27
link do post | comentar | favorito
|

Foto do novo KITT

Será este o novo KITT? Segundo o site Jalopnik, sim.

 

publicado por ZB às 13:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

“Lipstick Jungle” arranca a 7 de Fevereiro

 

A nova dramédia da NBC, “Lipstick Jungle”, que é baseada no romance de Candace Bushnell (autora do livro “Sexo e a Cidade”) e protagonizada por Brooke Shields ("Suddenly Susan"), Kim Raver ("24") e Lindsay Price ("Beverly Hills, 90210"), estreia a 7 de Fevereiro (Quinta-feira).


A série explora a vida de três amigas de Nova Iorque que alcançaram sucesso nas suas carreiras. Nico (Kim Raver) é editora da revista de moda do momento e está a tentar alcançar uma das posições de chefia dentro da mesma. Wendy (Brooke Shields), uma produtora de cinema, faz tudo para conseguir conciliar a sua carreira com a sua vida familiar. E Victory (Lindsay Price) é uma estilista com esperanças de tornar os seus sonhos realidade e, pelo caminho, talvez encontrar o «Sr. Certo».


O elenco é ainda composto por Andrew McCarthy (The Joy Luck Club), Julian Sands ("24"), David Alan Basche (United 93), David Norona ("Frasier") e Paul Blackthorne ("Big Shots").


Oliver Goldstick ("Ugly Betty"), Timothy Busfield (NBC's "The West Wing") e Bushnell serão os produtores executivos da série.

 

publicado por ZB às 13:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Heroes – 2x10 – Truth & Consequences (NBC)

 

Parece que Tim Kring andou a pedir desculpa aos fãs de “Heroes” pela fraca qualidade da segunda temporada. Sinceramente, não percebo a razão para tal. A primeira temporada foi melhor, mas não muito melhor. E não recebi nenhum pedido de desculpas nessa altura, porque haveria de querer um agora?

 

Eu gosto de “Heroes”. Mas não adoro, não acho que seja qualquer tipo de fenómeno e se amanhã fosse cancelada não iria ter grandes saudades. Acho uma série demasiado sobrevalorizada, com o seu hype gerado principalmente pelos geeks das BD’s, vício a que nunca sucumbi, e talvez a razão pelo qual nunca entrei em histerismos relativamente à série. Pior ainda, foi quando toda a gente, durante a temporada passada, decidiu elogiar “Heroes” desprestigiando “Lost”, apenas aquela que será a minha série favorita, de todos os tempos. Aí “Heroes” começou-me a despertar um certo ódio, que se dissipou quando, no final da temporada, o último episódio de “Heroes” foi um dos maiores flops do ano passado e o de “Lost” um dos mais bem conseguidos, senão mesmo o melhor do ano.

 

Agora, com o decorrer desta “maravilhosa” segunda temporada, parece que toda a gente finalmente se apercebeu que “Heroes” é uma série quase banal, que em dez episódios apenas consegue alcançar meia dúzia de bons momentos. Que tem diálogos vulgares. Que tem bons personagens, mas poucos actores capazes de as potenciar (Meu Deus, como é possível o Masi Oka ter sido nomeado para um Emmy!). Isto para não entrar na questão de que muitas das suas linhas de argumento pouco de original têm, já que são cópias descaradas de BD’s existentes. Como apenas sei isso através daquilo que leio e ouço dizer (pela razão que referi anteriormente) não me vou alongar sobre o assunto.

 

Mas deixemos tudo isso para trás, e passemos àquele que provavelmente será o penúltimo episódio desta temporada.   

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu o episódio.

 

Depois do bom episódio da semana passada, “Truth & Consequences” representa um novo passo atrás.

 

Eis alguns dos momentos que destaco:

 

ü        Peter e Adam encontram a mulher misteriosa da fotografia de grupo da “Companhia” e descobrem onde está contido o mortal vírus que destruirá quase a totalidade da população mundial. Será que Peter ainda não se apercebeu que está a ser usado?

 

ü        Hiro volta ao passado e descobre que Adam quer libertar o vírus. Eu não viajo no tempo e já tinha percebido isso há tempos.

 

ü        Monica e Micah metem-se em encrencas a tentarem resgatar a medalha que D.L. recebeu quando era bombeiro e salvou uma miúda de um incêndio.

 

ü        Sylar mata Alejandro. Uma cena que podia ter sido tanto e acabou por não ser quase nada. Indiferença. Foi isso que senti ao vê-lo ser apunhalado. Sinceramente, pergunto: mas quem vai achar falta nele? Pelo que parece, nem a irmã.

 

ü        Suresh descobre a cura para o vírus. Prepara-se para ir ao encontro de Nikki, mas a sua atenção é desviada pela presença de Sylar na sua casa onde tem, de certa forma, Molly refém. Hummm…

 

ü        Claire ameaça Elle. Por momentos achei que iria ver uma grande catfight mas, mais uma vez, os autores da série preferem por super-heróis a fazerem ameaças do que a mostrarem verdadeiros confrontos entre super-heróis. Físicos. Onde haja sangue resultante do contacto com outros e não com objectos inanimados.

 

ü        E no final, um cliffhanger que o nosso íntimo nos diz convictamente que não levará a lado nenhum. A não ser que o Peter arreie uma bela duma tareia no Hiro, que já merece há muito tempo, ou o mate e nos dê finalmente algum descanso dos seus insuportáveis guinchos (vou acender uma vela a Nossa Senhora de Fátima).

 

Mesmo assim, este episódio foi melhor que alguns dos seus antecessores. Agora, resta esperar pela próxima semana, para saber que desenvolvimentos haverão. Supostamente, vão morrer mais duas ou três personagens. Parecem-me poucas. Acho que deveriam matar pelo menos metade.

 

Nota: 8.3/10

 

tags: ,
publicado por ZB às 16:13
link do post | comentar | favorito
|

“Chuck” e “Life” ganham temporadas completas

 

A NBC pediu nove episódios extra das novas séries “Chuck” e “Life” (ou pelo menos aqueles que ainda conseguirem produzir).

 

Para Ben Silverman, co-presidente da NBC Entertainment and Universal Media Studios, «ambas as séries destacam-se das outras existentes em televisão porque são inteligentes, bem produzidas e detêm elencos bastante talentosos», estando, neste momento, «a atingir o seu pico criativo, tendo desenvolvido audiências bastante leais e oferecem um potencial ilimitado de crescimento para o resto da temporada».

 

publicado por ZB às 09:40
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

Heroes – 2x9 – Cautionary Tales (NBC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu o episódio.

 

A pergunta que se coloca antes de qualquer episódio de “Heroes” por estes dias é se “é desta que a série volta a recuperar a mística que tinha ganhado durante a primeira temporada?”

 

Apesar de continuar a demonstrar algumas falhas, este será o episódio em que a segunda temporada da série muda de direcção, num sentido oposto à monotonia e ao enfadonho. Mas também, com apenas três episódios de sobra, e sem certezas se serão os últimos da temporada, é questão para dizer que já não era sem tempo!

 

“Cautionary Tales” foca-se no desenvolvimento do poder de Matt Parkman e na continuação da sua investigação sobre o grupo de pessoas que compõem a “Companhia”, na tentativa de Hiro em salvar o seu pai da morte e no confronto entre Claire, HGR e West contra Bob, Elle e o seu inesperado aliado, Mohinder.

 

Das três histórias focadas no episódio, a de Parkman foi a mais breve mas sem dúvida a mais misteriosa e interessante. Em casa, Parkman relembra as palavras do seu pai sobre os seus poderes mentais e descobre involuntariamente que consegue induzir qualquer pessoa a dizer ou fazer aquilo que ele quer através de telepatia. Com este novo desenvolvimento no seu poder consegue obter algumas respostas de Angela Petrelli sobre a “Companhia” e as pessoas que integram a fotografia colectiva que ele tem vindo a investigar nos últimos episódios, principalmente, uma mulher que ele não conseguia identificar.

 

O elo mais fraco do episódio, como tem sido habitual há bastante tempo, foi a história de Hiro. No decorrer do funeral do seu pai, que inexplicavelmente apenas é enterrado uma semana depois de morrer (talvez devido à investigação policial e ao transporte do corpo para o Japão), Hiro decide que não vai ficar sem fazer nada e vai utilizar os seus poderes para salvar o pai. Regressa ao momento fatídico do seu assassinato, mas não consegue convencer o pai a ser salvo pois este acredita que faz parte do seu destino morrer. Por entre mais uma viagem no tempo, numa tentativa de fazê-lo mudar de ideias, é Hiro que acaba convencido em deixar o destino seguir o seu curso, mas não antes de saber quem é o assassino do seu pai. Como já eu tinha previsto no primeiro episódio, e como já era dado a entender há alguns episódios atrás, o assassino de Kaito Nakamura é Adam (a.k.a. Takezo Kensei). O previsível desta linha argumentativa e os momentos de algum dramatismo forçado (e mal executado), como o foi a viagem ao dia do funeral da mãe de Hiro, retiraram alguns pontos a este episódio.

 

À semelhança do que aconteceu em “Company Man”, o décimo sétimo episódio da primeira temporada e aquele que será o melhor episódio da série até hoje, o único que verdadeiramente me prendeu ao sofá do princípio ao fim, os momentos mais tensos, de maior suspence e que mais “agarrado” me deixaram foram os que envolveram a família Bennet.

 

Bob, Elle e Mohinder chegam à Costa Verde, onde moram os Bennet, para recolherem o sangue de Claire. Elle e Mohinder partem ao encontro de HGR, com ordens para o matarem se necessário, enquanto Bob parte em busca de Claire. A enfrentar alguns problemas com Claire, HGR tenta encontrar West para que este a convença que ela tem de partir. Durante essa busca, acaba por se aperceber que Mohinder se prepara para o trair. Com a ajuda de West consegue detê-los e fazer Elle sua refém. Entretanto, Bob também raptou Claire e ambos decidem marcar encontro para uma troca. Daqui resultam vários momentos de grande emoção e interessantes reviravoltas que prefiro não contar para não estragar os acontecimentos a quem não viu e decidiu ler o texto de qualquer forma.

 

De tudo isto, a única coisa que não encaixa muito bem são as motivações que levam aos actos de Mohinder. Não se percebe muito bem de que lado está e porque razão acaba por fazer o que faz, principalmente, quando isso tem tão grande impacto no destino de uma das personagens.

 

No fundo, se este episódio tem desenvolvido mais a história de Parkman e deixado para trás a de Hiro, teria sido algo de memorável, mas assim não aconteceu. Esperemos que a descoberta de Hiro seja de alguma forma um catalisador para um «ultimate showdown» entre ele e o Adam (a.k.a. Takezo Kensei).

 

Nota: 9.2/10

 

 

tags: ,
publicado por ZB às 17:15
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

Heroes – 2x8 – Four Months Ago (NBC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu o episódio.

 

Agora que começo a escrever esta linhas, apercebo-me o quão pouco satisfatório foi o último episódio de “Heroes”. Desde que vi o episódio que fiquei numa espécie de, digamos purgatório sentimental, em que muito facilmente a opinião poderia tender para o lado positivo, como para o lado negativo. E após algum tempo a reflectir sobre o assunto, chego à conclusão que ainda não foi desta que a série conseguiu «sacudir» aquele sentimento de desilusão que despoletou em mim desde o início.

 

Logo à partida, o episódio perde pontos porque quebra o ritmo que a série começara a alcançar no anterior, forçando uma paragem na história para nos contar o que aconteceu há quatro meses. Por outro lado, eu queria saber o que aconteceu naquela altura, mas queria sabê-lo no primeiro episódio da segunda temporada e não ao oitavo. Mas, enfim… Actualmente os criadores de televisão decidiram que o público fica mais “dependente” de uma série se não souber tudo e fazem estas constantes jigajogas temporais.

 

Voltemos então ao passado, mais precisamente há quatro meses, quando Nathan pegou em Peter, levantou voo e levou-o para bem longe de Nova Iorque para que, quando ele explodisse, a cidade não sofresse qualquer consequência.

 

Ficamos a saber que Nathan sofreu ferimentos graves resultantes da explosão, com queimaduras de grau bastante elevado em grande parte do seu corpo. Que Peter se entregou às mãos da “Companhia” para que eles o curassem, onde acabou por conhecer Adam (a.k.a. Takezo Kensei). Que D.L. sobreviveu aos ferimentos que lhe tinham sido infligidos por Linderman. Que Alejandro foi “encornado” logo no dia do casamento. E que a Elle tem 24 anos, mas não passa de uma pita irritante que dispõe de um poder bem porreiro.

 

Começando pelo fim, é inacreditável o desaproveitamento que os produtores da série estão a fazer de uma actriz talentosa como Kristin Bell. Neste episódio conhecemos melhor a personagem que interpreta, Elle, e ficamos a desejar não a ver nunca mais! É verdade que tem um poder bastante interessante, mas quando quero ver pessoas de vinte e tal anos a comportarem-se como putos de doze, vejo a “Anatomia de Grey”.

 

Depois temos Maya e Alejandro. Ficamos a saber que, há quatro meses, ela matava pessoas involuntariamente com o seu poder e que ele aprendeu que poderia controlá-la. Mas… Espera aí um pouco… Nós não sabíamos já isso?! Tudo bem que foi engraçado ver o Alejandro a ser “encornado” pela sua noiva no dia do casamento e a Maya a matar todos os convidados da festa (dos quais não deveria haver ninguém da sua família, já que os dois irmãos não pareceram mais abalados com o sucedido do que o normal), mas de resto, foi complemente desnecessário o regresso ao passado destes personagens.

 

Quanto à história de Nikki, D.L. e Micah (ainda não comecei a escrever e já me estou a rir), D.L. sobrevive aos acontecimentos do final da primeira temporada, onde foi alvejado por Linderman, para morrer às mãos de um labrego qualquer numa discoteca, após levar um tiro. (Silêncio). (Risos). (Pensamentos sobre o que se pode escrever sobre esta linha de argumento bastante estúpida). (Risos). (Silêncio).

 

O que acaba por ser o mais interessante do episódio, como seria de esperar, é a história que envolve o estranho desaparecimento de Peter e a sua consequente perda de memória. Contudo, talvez esperasse um pouco mais. Como referi anteriormente, Peter, após ser convencido por Bob que pode ser curado, entrega-se às mãos da “Companhia”. Ele julga estar numa espécie de clínica mas Adam, que se encontra numa divisão ao lado da sua, fá-lo ver que ele afinal está numa prisão. A ingenuidade da personagem é algo bastante estranho. Primeiro, não questiona os motivos de Bob e Elle quando estes o levam à força. E depois, quando é preciso o Adam dizer-lhe que ele está numa prisão e não numa espécie de clínica. À parte disso, o resto foi bastante interessante, com a presença do Haitiano e com Adam a convencer Peter a fugir, dizendo-lhe que o seu sangue curaria Nathan. Aqui, as pontas que estavam soltam até ao momento foram bastante bem atadas. É pena que o resto não tenha sido tão bom.

 

Nota: 7.7/10

 

tags: ,
publicado por ZB às 16:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Heroes – 2x7 – Out of Time (NBC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu esses episódios.

 

Talvez ninguém se lembre, mas o pequeno excerto que se segue é parte da crítica que fiz ao primeiro episódio, “Four Months Later”, desta segunda temporada de “Heroes”.

 

Mas, talvez o mais estranho disso tudo é este ser o símbolo da bandeira e espada de Takezo Kensei. Será Takezo Kensei um “herói”? Será que a viagem de Hiro ao passado serve de alguma forma para nos dar o historial de uma personagem de extrema importância para o cômputo geral da série? Mais… Será Takezo Kensei o herói que Molly teme tanto? E ainda mais… Será Takezo Kensei que anda a exercer vingança aos membros da Companhia?

 

Quando temos razão, é algo engraçado, não é?

 

No sétimo episódio conhecemos finalmente quem anda a exercer vingança sobre os membros da “Companhia”. O seu nome é Adam e não é nada mais que o próprio Takezo Kensei. Agora, pergunto: era mesmo necessário ter feito todo aquele arco do Hiro para apresentar uma personagem? E a traição de Hiro, que roubou o coração de Yaeko, seria suficiente para a mudança na personalidade de Kensei? Certamente, no futuro teremos um novo confronto entre os dois, mas pelo menos, a aventura de Hiro no Japão feudal terminou definitivamente. É caso para gritar bem alto: ALELUIA!

 

Ainda em relação ao excerto, errei na previsão de quem era o papão de Molly, identidade do qual até já tínhamos descoberto no episódio anterior. O papão de Molly é o pai de Matt Parkman, que anda a matar os elementos da “Companhia” a mando de Adam (ou, se preferirem, Kensei). Surpreendentemente, quatro dos nossos conhecidos “heróis”, Matt, Nathan, Nikki e Suresh, unem as suas forças para impedir o assassinato de Bob. Foi daqui que resultaram alguns dos melhores momentos do episódio, principalmente, a superiorização de Matt ao seu pai, a descoberta de Nathan que Peter está vivo, a libertação de Molly e a condenação à morte de Nikki, que se viu infectada com o vírus que Suresh pensava ser o antídoto, mas que sofreu uma mutação e pode dizimar, não só aqueles com poderes como também os humanos «normais».

 

É exactamente para a altura após a dizimação de quase a totalidade da população da Terra, que Peter viajou no futuro. Ele e Caitlin são capturados por homens em fatos próprios para controlar a contaminação e são levados para o sítio onde se encontram alguns sobreviventes, entre os quais figura Angela Petrelli. Ao ver a mãe, Peter começa a recuperar a memória. Ela conta-lhe que o irmão morreu durante a epidemia e que ele tem de voltar ao passado para impedir que tal aconteça. Numa cena posterior, Peter regressa involuntariamente ao passado deixando Caitlin presa no futuro.

 

Finalmente, temos West a descobrir que foi o pai de Claire o homem que o raptou em tempos. Este arco continua a ser um dos mais entediantes. Exemplo disso foi a birra que ela faz quando pai decide que está na altura de mudarem de residência novamente. Contudo, pode ser que as coisas se alterem já que ficámos também a saber que ela vai ter um importante papel na salvação da humanidade devido ao seu poder de regeneração.

 

No geral, o episódio foi bastante melhor do que os anteriores, com um ritmo mais elevado, mas por vezes o desenrolar da história pareceu um pouco atabalhoado. Mesmo assim, nota positiva, com a esperança de que se mantenha pelos próximos episódios.

 

Nota: 8.2/10  

 

tags: ,
publicado por ZB às 18:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 3 de Novembro de 2007

Final de temporada de “Heroes” pode chegar já em Dezembro

 

Como já tinha sido referido na notícia sobre a greve, “Heroes” tinha alguma vantagem em relação às restantes séries que estão no ar neste momento, porque os produtores decidiram dividir a segunda temporada em dois volumes, sendo que o primeiro estava previsto terminar a 3 de Dezembro e o segundo começaria pouco tempo depois. Agora, o Michael Ausiello, da TV Guide, diz que os produtores da série decidiram filmar um final alternativo para o episódio de 3 de Dezembro, que servirá como um final de temporada caso a greve se prolongue. Se a greve terminar em breve, voltarão aos planos iniciais e continuarão com o previsto segundo volume de episódios.

publicado por ZB às 11:32
link do post | comentar | favorito
|

 

posts recentes

NBC anuncia data de regre...

Grelha 2008-09: NBC

Rumores sobre as grelhas ...

"Friday Night Lights" ren...

NBC: "Knight Rider" prati...

"Scrubs" a caminho da ABC...

Robinson Crusoe na próxim...

Knight Rider: Por favor, ...

Bye, Bye "Las Vegas" e "B...

"Friday Night Lights" em ...

Friday Night Lights – 2x1...

Heroes: promo de "Villain...

Adeus a "The 4400" e "The...

Will Arnett será a voz do...

Heroes – 2x11 – Powerless...

Journeyman – 1x10 – Blowb...

Katee Sackhoff desmente s...

Foto do novo KITT

“Lipstick Jungle” arranca...

Heroes – 2x10 – Truth & C...

“Chuck” e “Life” ganham t...

Heroes – 2x9 – Cautionary...

Heroes – 2x8 – Four Month...

Heroes – 2x7 – Out of Tim...

Final de temporada de “He...

tags

24(10)

90210(1)

abc(31)

alias(1)

aliens in america(1)

amc(1)

audiências(6)

axn(1)

back to you(2)

balanço da temporada(12)

banda sonora(3)

big shots(1)

bionic woman(3)

blogs(3)

bones(1)

boston legal(2)

brothers & sisters(2)

bsg(34)

californication(2)

cancelamentos(3)

canterbury's law(2)

castings(5)

cbs(10)

chuck(3)

csi(4)

damages(2)

desperate housewives(2)

dexter(7)

dirt(2)

dirty sexy money(3)

dvd(41)

dvd: raio-x(5)

emmys 2008(2)

estreias tv portuguesa(19)

find 815(3)

fox(22)

friday night lights(7)

fringe(3)

fx(5)

golden globes(6)

gossip girl(5)

grande massacre 2007(2)

grelha 2008-09(10)

greve(38)

grey's anatomy(12)

hbo(3)

heroes(17)

house(10)

how i met your mother(2)

jericho(9)

journeyman(2)

k-ville(2)

knight rider(9)

lançamentos(35)

lançamentos dvd: espanha(8)

lançamentos dvd: portugal(18)

lost(62)

machadadas(12)

mad men(2)

melhores 2007(15)

miss guided(2)

moonlight(2)

nbc(35)

new amsterdam(2)

nip/ tuck(3)

notícias(160)

off-topic(18)

one tree hill(3)

opinião(2)

óscares(2)

passatempos(8)

prémios(10)

prison break(8)

promos(38)

pushing daisies(3)

ranking(32)

regresso ao passado(5)

ronda de críticas(55)

samantha who?(4)

scifi(13)

sensual tv(8)

série recomendada(2)

showtime(11)

sondagens(2)

speechless(5)

stargate atlantis(2)

take(4)

tell me you love me(3)

terminator: the sarah connor chronicles(7)

the 4400(2)

the cw(7)

the office(5)

the return of jezebel james(2)

the shield(5)

the tudors(5)

til death(2)

tv nacional(23)

ugly betty(2)

vídeos(69)

x marca o local(36)

todas as tags

arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

pesquisar

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
blogs SAPO

subscrever feeds