Domingo, 30 de Setembro de 2007

Grey’s Anatomy – 4x1 – A Change is Gonna Come (ABC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu esses episódios.

 

Este é o primeiro dia de Meredith, Cristina, Izzie e Alex como residentes. Agora, cada um tem vários internos para comandar pelos corredores de Seatle Grace.

 

Em relação aos eventos do final da temporada passada, e tendo em conta que passou algum tempo entre esses eventos e o arranque da quarta temporada, Meredith e Cristina foram na viagem de lua de mel que Cristina deveria ter tido com Burke e, quando voltam ao trabalho, ainda não tinham visto qualquer um deles. George é interno, e está preocupado com o que os outros internos pensarão dele se descobrirem que ele chumbou. Callie foi nomeada Chefe dos Residentes em detrimento de Bailey a qual, por isso, recusa-se a falar com Richard. Izzie continua preocupada porque George continua a ignorá-la. Além de tudo isso, ainda aparece uma nova interna que não é nada mais que a meia-irmã que Meredith nunca conheceu (o que até acho que já tinha acontecido, mas pronto…), Lexie Grey, que tem o oportuno momento de lhe dizer que é irmã dela no meio de uma chegada de várias vítimas de um acidente.

 

Se no início simpatizei bastante com esta série e com os seus personagens, agora, no início da quarta temporada, posso dizer que já não posso ver a maioria deles à frente. Os seus constantes dramas amorosos de liceu há muito que enjoam. E apesar de simpatizar com o casal Meredith/ Derek, começa a ser saturante a constante montanha-russa que é a sua relação. De todos os outros, os únicos personagens que me dão prazer de ver no ecrã são apenas a Critina e a Bailey, pela sua irreverência e pelos momentos cómicos que proporcionam. Por muito que goste da Katherine Heigl, a sua personagem nesta série é extremamente aborrecida. “Olha um veado foi atropelado. Tenho de o salvar para dar alguma esperança a uma pequena criança de que a vida não precisa de ser cruel”. Haverá algo mais aborrecido! Isto para não falar da sua quase incestuosa relação com o George. Afinal sempre há algo mais aborrecido!

 

Até mesmo na parte extra-relações, ou seja, a parte médica, parecem querer arranjar sempre uns casos arrojados, que deixem o pessoal de boca-aberta, mas começam a ser tão vulgares na série que até perdem o interesse. Para não falar, o facto de alguns serem assim um bocadinho, digamos, rebuscados, para não utilizar um termo pior…

 

Nota: 7.0/10

publicado por ZB às 14:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 29 de Setembro de 2007

Lançamentos em DVD: Outubro

 

Portugal:

 

Prison Break - 2.ª temporada - 30 de Outubro

Roma – 2.ª temporada - 18 de Outubro

Sobrenatural – 2.ª temporada

Stargate SG-1 – 2.ª temporada - 18 de Outubro

 

Espanha (com legendas PT):

 

17 de Outubro

 

Heroes – 1.ª temporada - versão de coleccionador – 64,95€ (ver características)

Heroes – 1.ª temporada - versão simples – 49,95€ (ver características)

Trailer:

 

30 de Outubro

 

The Shield – 4.ª temporada (ver características)

 

31 de Outubro

 

Battlestar Galactica (2004) – 3.ª temporada (ver características)

Trailer: 

publicado por ZB às 14:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

CSI – 8x1 – Dead Doll (CBS)

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu esses episódios.

 

A equipa de “CSI” continua a procurar Sara, que se encontra em parte incerta após ter sido raptada pela “assassina das miniaturas”.

 

Este episódio funciona como conclusão aos eventos da temporada anterior e, principalmente, que decorreram durante o excelente season finale, transmitido em Maio passado, com a sobrevivência de Sara ainda incerta. A reforçar todo este suspence em torno da vida ou morte da personagem, estiveram algumas notícias que começaram a surgir pouco antes do final da temporada passada que indicavam o possível abandono de Jorja Fox, a qual não estaria disposta a renovar pois encontrava-se cansada de representar o mesmo personagem durante os últimos sete anos.

 

Toda essa expectativa gerada em torno da saída da actriz potenciava o interesse neste episódio mais do que normalmente faria.

 

Depois de visionar o episódio, digo sem pensar duas vezes que este foi o melhor episódio de estreia desta temporada que vi até ao momento. Não só conseguiu manter a incerteza do destino da personagem até ao momento final, como me mostrou exactamente aquilo que eu pretendia saber, que era o que se tinha passado entre o momento em que Sara tinha sido raptada e o momento em que ela acorda debaixo do carro, bem como tudo o que acontece até ser encontrada pelos seus colegas.

 

Toda a sequência do rapto é feita de forma soberba. A intensidade da situação e a expectativa do que poderá acontecer a seguir deixam-nos colados ao ecrã, isto mesmo sabendo qual o desfecho, o que torna o efeito ainda mais extraordinário. E depois, toda a história em torno da sobrevivência da personagem, desde a forma como ela luta para sair debaixo do carro, até à forma como aumenta o desespero de Grissom e dos restantes CSI à medida que as suas esperanças de a encontrarem viva vão diminuindo, são momentos de grande emoção.

 

Claro que nem tudo foi bom. Teve algumas falhas, sendo a mais substancial o momento em que a “assassina das miniaturas” lhe coloca o carro sobre o corpo, que é muito mal explicado. Ou até a forma como o Nick descobre a pista que, posteriormente, revela o seu paradeiro pareceu-me um bocado clichet de mais. Mas, não é por essas falhas que este não deixa de ser um dos melhores episódios de “CSI”, série que tem subido de qualidade nos últimos dois anos e que se espera que a mantenha.

 

E agora o twist final: Sara sobrevive, mas parece que a actriz, Jorja Fox, vai mesmo sair da série em Novembro.

 

Nota: 9.5/10

 

tags: ,
publicado por ZB às 12:54
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

Ronda de Críticas (27 de Setembro)

 

Dirty Sexy Money – 1x1 – Pilot (ABC)

 

Nick George (Peter Krause) viu desde sempre o seu pai colocar os Darlings, uma família da classe alta de Nova Iorque para quem trabalhava, em primeiro lugar em relação a si e à sua mãe que, devido a essa ausência, os abandonou quando ele ainda era miúdo. Por essa razão, ele jurara a si mesmo que nunca iria fazer o mesmo em relação à sua própria família. Mas quando o seu pai morre num aparente acidente de avião e Tripp Darling (Donald Sutherland), o patriarca dos Darlings, lhe faz uma proposta irrecusável para ocupar a vaga deixada pelo seu pai, Nick não resiste e acaba por a aceitar.

Este é talvez o melhor piloto que vi até ao momento. Bem escrito, com personagens bastante peculiares e interessantes (existe, por exemplo, um padre de fazer corar o Dr. House) e um mistério que envolve a morte do pai do protagonista. Além disso, tem um dos melhores elencos das novas séries. A não perder!

 

Nota: 9.1/10

 

Bionic Woman – 1x1 – Pilot (NBC)

 

Este remake da série de 1970, conta-nos a história de Jaime Sommers (Michelle Ryan), uma jovem mulher que trabalha arduamente de forma a poder criar a sua irmã mais nova e namora com um professor universitário, que também trabalha num secreto projecto governamental, Will.

Quando um dia, ambos sofrem um terrível acidente de viação, e Jaime se encontra entre a vida e a morte, Will decide ir contra todos e inseri-la no projecto secreto em que trabalha, que consiste em substituir as partes do corpo que deixaram de funcionar por partes biónicas. É de forma que Jaime se transforma na Mulher Biónica.

Um bom piloto, com muita acção e uma soberba vilã, a bela Katee Sackhoff, a Starbuck de “Battlestar Galactica”.

 

Nota: 7.8/10

 

Private Practice – 1x1 – In Wich We Meet Addison, a Nice Girl From Somewhere Else (ABC)

 

Spin-off da série “Anatomia de Grey”, “Private Practice” conta com excelente elenco, do qual constam nomes conhecidos como Tim Daly, Taye Diggs, Amy Brenneman, Paul Adelstein e Kate Walsh que interpreta a protagonista, a Dra. Addison Montgomery.

Após deixar o hospital “Seatle Grace”, Addison parte rumo a Santa Mónica para trabalhar na clínica privada dos seus antigos colegas de curso, os recém-divorciados, Naomi e Sam Bennett.

Apesar de me agradar a faceta mais madura deste spin-off do que a mais juvenil de “Anatomia de Grey”, a química existente entre estes personagens não é, de longe, semelhante à alcançada entre os médicos do “Seatle Grace”. Espero que melhore bastante.

 

Nota: 7.2/10

 

Back To You – 1x2 – Fish Story (FOX)

 

Kelly não acredita que Chuck seja responsável o suficiente para tomar conta de uma criança. Assim, quando ele recebe um peixe-dourado como animal de estimação, fica determinado a provar a Kelly de que ela está errada e que ele pode ser responsável o suficiente para ter alguém a depender de si.

Um verdadeiro “peixisídio”! Hilariante! Esta é uma sitcom de que se pode esperar grandes coisas. Apenas existe um senão: está num canal que não perdoa más audiências e elas baixaram em relação ao primeiro episódio. Esperemos que não seja cancelada.

 

Nota: 8.6/10

 

Til Death – 2x2 – Four Neighbors and a Funeral (FOX)

 

Quando o vizinho que vive em frente de Joy e Eddie morre, todo o bairro se envolve no funeral menos eles, que começam a sentir-se mal por terem sido deixados de fora.

Lame! Este episódio, nem um sorriso me fez mostar. Se não fosse pelo enorme “par delas” da Joely Fisher, tinha nota negativa!

 

Nota: 5.0/10

 

Reaper – 1x1 - Pilot (The CW) 

 

Imaginem que hoje é o dia do vosso vigésimo primeiro aniversário. Acordam, lavam os dentes, e vão tomar o pequeno-almoço. Quando chegam à cozinha, em vez de encontrarem os vossos pais repletos de alegria, encontram-nos apreensivos, chegando a vossa mãe a ter alguns ataques de choro. Intrigados, perguntam-lhe o que se passa e eles dizem-lhes que, quando eram pequenos, eles venderam a vossa alma ao Diabo, e agora têm de trabalhar para ele caçando almas que fogem do Inferno e mandando-as de volta para lá!

Um conceito brilhante e um piloto bem dirigido por Kevin Smith. Ainda por cima , o Diabo é o excelente Ray Wise.

 

Nota: 8.5/10

 

publicado por ZB às 23:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

House – 4x1 – Alone (FOX)

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu esses episódios. 

 

Primeiro que tudo, quero referir que nunca fui um fã incondicional de “House”. Gosto, vejo todos os episódios, mas acho aquilo muito repetitivo. A única coisa que realmente me desperta o interesse é a própria personagem House, aquele que será o factor de maior apelo da série para quase toda a gente.

 

Neste primeiro episódio, encontra-mos House a trabalhar sozinho, sem a sua equipa de médicos, Foreman e Cameron, que se despediram, e Chase, que foi despedido. Quando uma mulher, retirada dos escombros de um edifício que ruiu, começa a ter uma febre que não deveria, Cuddy pede a House que intervenha. À medida que o caso se complica, Cuddy pede para que House contrate uma nova equipa, pois acha que ele precisa de ajuda, enquanto House argumenta não precisar de ninguém, sendo suficiente para fazer o trabalho bem feito e salvar a vida da mulher. È aqui que nasce uma espécie de confronto entre os dois para ver quem tem razão. Além disso, também Wilson decide usar uma pouco ortodoxa técnica de persuasão, quando decide sequestrar a guitarra de House e mantê-la refém até uma nova equipa ser contratada.

 

Em todo o episódio se tenta provar o ponto de Cuddy, de que House precisa de uma equipa para ter sucesso, mas o que acaba por ser transmitido é totalmente o contrário. House poderia fazer este trabalho sozinho. Ele acaba por solucionar o caso, procedendo da mesma forma que fez em todos os outros, quando tinha uma equipa a suportá-lo. Até mesmo o argumento final de Cuddy, em que realça as mais-valias dos antigos lacaios de House, é fraco e, de certa forma, é surpreendente que o que ela lhe disse o tenha feito mudar de ideias.

 

Quando ao resto, destaque para algumas partes bem divertidas, como a do empregado de limpeza a substituir a equipa de House, ou quando ele decide raptar um doente de Wilson para lhe pagar na mesma moeda depois de ele ter sequestrado a sua guitarra, e, principalmente, destaque para aquele twist final que, apesar de haver uma cena onde se poderia prever tal desfecho, foi bastante surpreendente. Será uma espécie de homenagem a M. Night Shyamalan, já que o próprio House tem uma fala em que diz que parece estar dentro de um filme do mesmo? Apesar de não estar sequer perto do nível dos twists do famoso realizador, foi muito bem concebido.

 

O único ponto negativo a destacar é mesmo a ausência de Foreman, Cameron e Chase, mas pelo caminho que decidiram dar ao episódio, é aceitável que ainda não nos tenham revelado o seu paradeiro.

 

Nota: 9.2/10    

 

tags: ,
publicado por ZB às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Lançamentos em DVD: Setembro (actualização)

Dois lançamentos surpresa.

 

À venda:

 

Entourage – Vidas em Hollywood – 3.ª temporada – parte 1 – 24,95€ (Fnac)

The Closer – 2.ª temporada – 29,95€ - (Fnac)

 

 

  

 

publicado por ZB às 11:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

DVD: Artwork da edição brasileira da terceira temporada de Lost (Perdidos)

O blog http://darkufo.blogspot.com/, dedicado a tudo o que é referente à série Lost (Perdidos), colocou algumas imagens do artwork da edição brasileira da terceira temporada:

 

   

   

 

 

E no youtube alguém colocou o vídeo de Bloppers que será um dos extras do DVD (é melhor verem depressa antes que seja retirado!):

tags: ,
publicado por ZB às 09:45
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Setembro de 2007

FX e Fox Crime arrancam hoje

Começam hoje as emissões dos novos canais da TV Cabo, FX e Fox Crime, disponíveis para quem tem o pacote “Funtastic Life”.

 

Resta-me referir, já que apenas o fiz anteriormente para o FX, que algumas das séries que vão ser transmitidas pela Fox Crime são as seguintes:

 

24, transferida da FOX; Boston Legal, transferida da FOX; Casos Arquivados, transferida da FOX; Cops; Crime, Disse Ela; Lei e Ordem, transferida da Fox Life; Lei e Ordem: Intenções Criminosas, transferida da Fox Life; Lei e Ordem: Unidade Especial, transferida da Fox Life; Núm3ros; Traveler; Veronica Mars.

 

Em baixo podem consultar a programação das primeiras horas de emissão (mais em www.tvcabo.pt).

 

publicado por ZB às 12:05
link do post | comentar | favorito
|

Lançamentos em DVD: Setembro (actualização)

 

Já se encontram à venda:

 

A Letra L – 2.ª temporada – 39,95€ (Fnac)

Boston Legal – 2.ª temporada – cerca de 50€

The O. C. – Na Terra dos Ricos – 4.ª temporada – 39,95€ (Fnac)

Stargate – 1.ª temporada – 39,95€ (Fnac)

Weeds – 1.ª temporada – 19,95€ (Fnac)

publicado por ZB às 11:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Passatempo Weeds

 

5.000! É este o número de visitas que o “TV Dependente” está prestes a alcançar. Apesar de não ter nenhum contador de visitas visível na página, utilizo a excelente ferramenta que é o “Google Analytics” e posso dizer-vos que, neste momento, faltam pouco mais de uma centena para atingir os cinco milhares.

 

Por isso, de forma a assinalar esse marco, decidi fazer um pequeno passatempo e oferecer ao vencedor a primeira temporada de “Weeds”. Sim, a verdadeira e recente edição portuguesa, e não, não foi comprada em qualquer barraca de ciganos, mas sim numa loja. Mesmo! Será entregue ainda selada e tudo!

 

Ora, como este é um blog pessoal, ou seja, ninguém me paga para o manter a funcionar, e como o valor do prémio sairá do meu próprio bolso, depois de ponderar muito sobre o assunto, decidi criar um passatempo através do qual também pudesse beneficiar em algo. E que melhor beneficio poderia querer para o meu blog, do que mais visitantes?

 

Por isso mesmo, o passatempo que criei é o seguinte:

 

1 – Devem enviar um e-mail para o número máximo de contactos que conseguirem;

 

2 – No e-mail deve constar uma frase, ou pequeno texto, que convença os vossos contactos a visitarem o blog, bem como o link do mesmo: http://tvdependente.blogs.sapo.pt/;

 

3 – Quando fizerem o envio devem colocar também o contacto do “TV Dependente”, borreicho81@sapo.pt, de modo a que eu receba a vossa participação;

 

4 – Quem enviar o e-mail para o maior número de contactos e tiver a melhor frase promocional será o vencedor;

 

5 – Todos os contactos de e-mail enviados têm de estar visíveis para que eu os possa contabilizar. Serão salvaguardados (não se preocupem que não os utilizarei para fazer spam) e serão eliminados logo que o vencedor seja encontrado. O e-mail do blog não entra nas contas do passatempo, serve apenas como forma de entrar no mesmo;

 

6 – Caso exista um empate entre os participantes, todos os empatados receberão o DVD da primeira temporada de “Weeds”;

 

7 – O passatempo tem início desde que este post for colocado online e terminará na próxima quarta-feira, dia 3 de Outubro, pelas 18 horas;

 

8 – O vencedor, ou no caso de empate, os vencedores serão anunciados na sexta-feira, dia 5 de Outubro, que serão contactados na altura para que o prémio lhe possa ser endereçado.

 

Obrigado pela participação! Boa Sorte!

 

publicado por ZB às 10:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Ronda de Críticas (25 de Setembro)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu esses episódios. 

 

Prison Break – 3x2 – Fire/ Water (FOX)

 

Michael descobre que Whistler está escondido no esgoto da prisão, pois receia ser assassinado por algum dos outros prisioneiros a quem foi prometido um bilhete de saída de Sona caso o fizessem. Ficando ao corrente disso, Mahone captura-o sem o conhecimento de Michael e começa a resistir às investidas de outros presos com a mesma intenção. Entretanto, devido a uma confusão, a pouca água disponível na prisão entorna-se e alguns dos presos começam a revoltar-se contra Lechero. No exterior, Sucre aparece finalmente.

Bom episódio, com um ritmo elevado, com inesperadas reviravoltas, apesar de algumas delas serem de fazer rir, alguns bons momentos de tensão e até um a puxar as lágrimas.

 

Nota: 8.8/10

 

Chuck – 1x1 – Pilot (NBC)

 

A nova série de Josh Schwartz, criador de “The O.C.”, e McG, realizador de “Os Anjos de Charlie”, “Chuck” conta-nos as aventuras, ou melhor dizendo, desventuras de Chuck (Zachary Levi), um “nerd”, técnico de computadores, que um dia, acidentalmente, tem uma base de dados de segredos governamentais “descarregada” directamente no seu cérebro. Devido a essa sua inesperada “condição” acaba por ser recrutado involuntariamente para trabalhar como espião.

Uma série divertida, com boas cenas de acção e personagens bastante interessantes. Sem dúvida para continuar a ver.

 

Nota: 8.5/10

 

Family Guy – 6x1 – Blue Harvest (FOX)

 

Num serão em família, os Griffin vêem televisão quando, repentinamente, um “apagão” lhes estraga os planos. Sem nada para fazer, e como ler não é alternativa, Peter decide contar a história de Star Wars.

Um hilariante episódio que reinventa, à maneira de “Family Guy”, o primeiro filme da saga Star Wars, o episódio quatro, “A New Hope”.

 

Nota: 9.0/10

 

How I Met Your Mother – 3x1 – Wait For It… (CBS)

 

Quando Robin volta da Argentina com um novo namorado, Ted não quer “ficar por baixo” e aceita a proposta de Barney de saírem para o engate, de onde resultam uma série de eventos bem divertidos.

Esta sitcom é bastante cómica, mas a sua vitalidade depende, em muito, da personagem Barney, interpretada pelo recentemente nomeado aos Emmys, Neil Patrick Harris. E neste episódio, esse facto não é excepção. As falas escritas para este personagem são de longe as melhores e os momentos sem ele são mais aborrecidos. Ponto positivo também para o facto de, finalmente, começarem a aparecer pistas sobre quem será a mãe dos miúdos e como Ted a conheceu. Esperemos que eles a consigam apresentar antes que sejam cancelados…

 

Nota: 7.8/10

 

Journeyman – 1x1 – Pilot - A Love of a Lifetime (NBC)

 

Dan Vassar (Kevin McKidd) é jornalista num jornal de S. Francisco, casado e pai de um filho. Determinado dia, sem saber como nem porquê, começa a viver estranhos fenómenos que o conduzem até ao passado. Após algumas dessas viagens no tempo, descobre que está a ser transportado para vários momentos da história de alguém de modo a alterar um destino fatal que lhe estava reservado. Aliado a isso, começa a encontrar a sua antiga noiva, Livia Beale (Moon Bloodgood), que morrera num desastre de avião, o que o deixa dividido entre o passado e o presente. E, para piorar as coisas, enquanto faz as suas viagens ao passado, a vida no presente continua a decorrer, começando a colocar questões na mente daqueles que o rodeiam, principalmente, na da sua esposa.

Uma estreia auspiciosa desta nova série da NBC. Alguns mistérios, mas também algumas respostas. Resta saber se os produtores conseguirão manter o nível deste primeiro episódio. Esperemos que sim.

 

Nota: 9.0/10

 

K-Ville – 1x2 – Cobb’s Web (FOX)

 

A fuga de alguns prisioneiros da prisão de Nova Orleães dá origem a uma “caça ao homem”, mas esta acaba por ser mais do que uma simples evasão. Além disso, traz algumas más memórias do passado a Trevor Cobb.

Alguma melhoria em relação ao episódio piloto, apesar de continuar a achar que poderia sair daqui algo bem melhor.

 

Nota: 7.9/10

 

publicado por ZB às 00:31
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

Heroes – 2x1 – Four Months Later (NBC)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu esses episódios.

 

Quatro meses depois dos eventos do episódio final da primeira temporada, encontramos quase todos os heróis seguindo com as suas vidas, uns tentando levá-las do modo mais normal possível, outros nem tanto...

 

Mohinder Suresh percorre o mundo dando palestras sobre a existência de pessoas com poderes sobrenaturais e do vírus que os pode destruir. Matt Parkman, que está a divorciar-se, ficou encarregue da pequena Molly. Claire Bennett e HGR, o seu pai, tentam restabelecer a sua vida na Califórnia. Ela tentando não dar nas vistas na sua nova escola e ele tentando passar despercebido no seu novo emprego que, ironicamente, é num centro de cópias. Nathan Petrelli está devastado por ter causado a morte do seu irmão e não deixa de culpar a mãe pelo sucedido. Ando e Kaito Nakamura procuram encontrar Hiro, que continua desaparecido. Conhecemos ainda uma nova “heroína”, Maya Herrera (Dania Ramirez), que tenta chegar aos E.U.A. com o seu irmão, em busca de solução para o seu poder sombrio. Infelizmente, D.L., Nikki, Micah, e Sylar, cujo regresso é certo dado que o actor passou a fazer parte do elenco regular da série, não aparecem neste episódio.

 

De todos os personagens, o único cuja história não avança quatro meses é Hiro. Encontramo-lo no Japão do século XVII, tal como o deixámos no final da temporada passada, para descobrir que o seu herói de infância, o famigerado Takezo Kensei (David Anders), não passa de uma fraude. Não só não é japonês (é britânico), como todas as histórias que foram por ele imortalizadas, são totalmente distorcidas daquilo que é a realidade. Destaque para uma cena bastante engraçada e que, como eu, certamente muitos fãs da série ansiavam há muito: Hiro a levar um soco na cara quando está a fazer um dos seus desesperados apelos. Mas quem é tem paciência para a histeria desta personagem!?

 

Contudo, de todas as storylines, a mais interessante, e a que provavelmente será um importante arc desta temporada, é a que envolve os progenitores de alguns dos “heróis”, os também membros da “Companhia”, Kaito Nakamura e Angela Petrelli. Quando estes recebem um pedaço de uma fotografia sua rasgada com um símbolo desenhado na sua face, ambos ficam bastante receosos, levando mesmo Kaito a dizer que morrerá nas próximas 24 horas. Mais tarde, no telhado do antigo apartamento de Isaac, enquanto espera pelo regresso de Ando, uma figura encarapuçada que ele parece reconhecer, empurra-o do telhado, matando-o. Mas quem será essa personagem, que parece ter o mesmo poder de regeneração de Claire? E qual o significado do símbolo que surge nas fotos? A verdade é que esse símbolo, conhecido de forma não oficial como “the helix”, não é estranho à série, tendo aparecido em vários elementos noutros episódios. Neste, além de aparecer pintado sobre as fotos de Kaito e Angela, aparece ainda em desenhos da pequena Molly, que os tem feito após sonhar recorrentemente com alguém que ela teme profundamente, e ainda num colar ao pescoço de um dos "heróis" no final do episódio. Mas, talvez o mais estranho disso tudo é este ser o símbolo da bandeira e espada de Takezo Kensei. Será Takezo Kensei um “herói”? Será que a viagem de Hiro ao passado serve de alguma forma para nos dar o historial de uma personagem de extrema importância para o cômputo geral da série? Mais… Será Takezo Kensei o herói que Molly teme tanto? E ainda mais… Será Takezo Kensei que anda a exercer vingança aos membros da Companhia?

 

Nota: 9.0/10

 

tags: ,
publicado por ZB às 15:53
link do post | comentar | favorito
|

Lost: terceira temporada regressa à RTP1

 

A emissão da terceira temporada de Lost vai ser retomada pela RTP1, voltando a estação a transmitir os seis primeiros episódios, os mesmos que já tinha transmitido há uns meses atrás, nos próximos dias 5, 6 e 7 de Outubro, e continuando com a transmissão dos restantes episódios durante as semanas seguintes.

 

A terceira temporada da série foi dividida pelos responsáveis da ABC em dois segmentos. O primeiro, de seis episódios, transmitido durante o mês de Novembro de 2006, e os restantes 16 a partir de Fevereiro de 2007. Como a estação americana decidiu partir a série e duas, quando vendeu os direitos às estações europeias, exigiu que as mesmas transmitissem também a série dividida em duas partes, com alguma distância substancial de tempo entre ambas, ou, caso quisessem transmitir toda a série de seguida, teriam de pagar mais. A RTP optou pela primeira opção e por isso transmitiu os primeiros seis episódios há meses atrás. Agora, passado o período de interregno exigido, retoma a transmissão da série. Julgo que a repetição dos seis episódios iniciais serão para que os telespectadores possam relembrar-se do que se passou até ao momento em que a série foi interrompida.

 

O importante é que a série está de volta! E um pequeno apontamento para aqueles que possam não ter ficado muito convencidos com os primeiros episódios: vejam a série até ao fim que ela volta em força, com alguns episódios brilhantes, do melhor que se faz em televisão, e tem o melhor season finale do ano passado.

 

Horário:

 

Sexta-feira, 5 de Outubro – 14h45 (2 episódios)

Sábado, 6 de Outubro – 16h15 (1 episódio)

Domingo, 7 de Outubro – 15h15 (3 episódios)

 

Esta informação foi retirada do site www.rtp.pt. Todos nós sabemos que os canais nacionais gostam de fazer mudanças na programação à última hora e também não gostam muito de cumprir horários. Dessa forma, não me responsabilizem caso exista qualquer modificação à transmissão dos episódios!

 

publicado por ZB às 11:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2007

K-Ville – 1x1 – Pilot (FOX)

 

Dois anos depois da passagem do furacão Katrina, Nova Orleões, também conhecida como Katrinaville (daí o nome K-Ville), continua uma cidade devastada. Parte da cidade foi abandonada. Muitos daqueles que partiram não quiseram voltar e reconstruir aquilo que perderam. Outros recusam-se a desistir e lutam para que a cidade volte a ser o que fora noutros tempos. Marlin Boulet (Anthony Anderson) é um deles, recusando-se a desistir da sua terra e fazendo de tudo para que os outros lhe sigam o exemplo.

 

Martin é também um dos poucos agentes que restaram da NOPD, polícia de Nova Orleães. Algo fragilizado pelo abandono do seu parceiro há dois anos, que o deixou sozinho no meio do caos que resultou da passagem do furacão, recebe com alguma desconfiança o seu novo parceiro, Trevor Cobb (Cole Hauser), chegado recentemente do Afeganistão. Para piorar a situação, a sua mulher e filha vão mudar-se definitivamente para Atlanta, e a sua vizinha e amiga é assassinada durante um tiroteio num evento de recolha de fundos.

 

“K-Ville”, criada e escrita por Jonathan Lisco, é filmada em Nova Orleões, tendo o seu criador passado algum tempo com a verdadeira NOPD de forma a tornar a série o mais real possível.

 

Tendo isso em conta, a série tinha tudo para se tornar algo de qualidade, mas isso aconteceria se tomasse o rumo de “The Shield” e não tanto de “CSI”. Infelizmente, este piloto mostra-nos que a única coisa em comum que tem com “The Shield” é apenas a presença do actor Anthony Anderson. Se consegue ter momentos em que o realismo é notável, existem outros que são demasiado artificiais. Exemplo disso mesmo é todo o caso que eles investigam e a história do passado de Trevor, que é de deixar de boca aberta, mas não de um modo positivo.

 

Fazem ainda parte do elenco Jeff “Glue Boy” Gooden (Blake Shields), Ginger “Love Tap” Lebeau (Tawny Cypress) e o Capitão James Embry (John Carroll Lynch).

 

Nota: 7.0/10

 

tags: ,
publicado por ZB às 20:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Prison Break: edição PT da 2.ª temporada no final de Outubro

A segunda temporada de “Prison Break” será lançada em DVD, em Portugal, no final de Outubro ou início de Novembro, ainda não sendo certo o dia do lançamento.

Características prováveis:

> Imagem: 1.78:1 16/9 anamórfica;

> Áudio: Dolby Digital 5.1 Inglês;

> 22 episódios distribuídos por seis discos;

> Comentários áudio do criador da série, Paul Scheuring, do elenco e da restante equipa de produção;

> Behind-the-scenes: “Reinvenção de uma série” e “Transformando Dallas na América”;

> Tema de Prison Break: Ferry Corsten breakout mix.

 

 

Vejam o trailer oficial do lançamento da 2.ª temporada:

publicado por ZB às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

The Closer: estreia hoje no Fox Life

 

Estreia esta noite, às 21 horas, a série “The Closer”, no canal da TV Cabo, Fox Life.

 

Em “The Closer”, a Chefe de Policia Brenda Leigh Johnson (Kyra Sedgwick) é uma detective que se transfere de Atlanta para Los Angeles, para liderar uma unidade especial da LAPD que lida com casos de homicídio de perfil elevado, os quais resolve utilizando as suas capacidades únicas e especiais como investigadora e interrogadora para obter a verdade.

 

Kyra Sedgwick ganhou um Globo de Ouro, no ano passado, por este papel.

 

Mais informação em http://www.tnt.tv/series/closer/.

 

De referir ainda que o Fox Life passou (ou irá passar muito em breve) a fazer parte do pacote Clássico da TV Cabo, encontrando-se no canal 62 da nova grelha digital.

 

publicado por ZB às 10:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 23 de Setembro de 2007

FX: novo canal da TV Cabo a partir de 26 de Setembro

FX é um novo canal da TV Cabo dedicado a séries cujas transmissões arrancam no próximo dia 26 de Setembro.

 

Na sua grelha, apresenta algumas séries inéditas em Portugal, como é o caso de “A Irmandade (Brotherwood)”, “Dexter”, “Eureka”, “Psych” e “Studio 60 on the Sunset Strip”, bem como algumas séries que transitaram dos canais FOX e FOX Life, como “A História de Nikita (La Femme Nikita)”, “Deadwood”, “My Name is Earl”, “Sete Palmos de Terra (Six Feet Under)”, “The Pretender” e “The Wire”. Farão também parte da grelha deste canal “Millenium”, que passou há uns anos na RTP1, e “De Mal a Pior (Arrested Development)”, “Monk” e “O Escritório (The Office – versão US)” que andaram muito tempo perdidas nas madrugadas da TVI.

 

Para ver, no canal 64 da TV Cabo, mas apenas para quem tem o pacote “Funtastic Life”.

publicado por ZB às 14:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 22 de Setembro de 2007

Tell Me You Love Me – Episode 2 (HBO)

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu esses episódios. 

 

O primeiro episódio suscitou-me interesse. Ao contrário de muita gente, entendi que esta era uma série sobre sexo e a importância que o mesmo tem na nossa sociedade, e não entendi as cenas de sexo explícito como gratuitas, mas como espelho da realidade.

 

Contudo, apesar do interesse ter sido despoletado pelo carácter sexual da série, também a forma como as relações entre os três casais foram exploradas e retratadas me suscitou interesse em continuar a assistir à mesma.

 

Só que o segundo episódio conseguiu piorar em ambos os aspectos.

 

À excepção da Jamie e do Hugo, que a desconfiança dela em relação à fidelidade dele acabou por levá-los à iminente ruptura, nada mais de significativo aconteceu. Aliás, o casal cuja relação teve o maior desenvolvimento, o referido atrás, foi aquele que de menos tempo de ecrã dispôs. Ambos os outros casais continuaram a tentar ultrapassar os seus problemas sem que nada de novo acontecesse. Ou quase nada. O Palek descobriu que a Carolyn tinha ido fazer um teste de fertilidade às escondidas e a Katie tentou masturbar-se, mas acabou por não fazê-lo.

 

Mesmo as cenas mais tórridas, não foram tão quentes como as do episódio antecedente. Numa série em que a exploração sexual é o tema central seria de esperar que houvessem mais e melhores cenas do que aquelas que nos foram apresentadas.

 

Nota: 6.5/ 10

 

publicado por ZB às 15:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Til Death – 2x1 – Performance Anxiety (FOX)

 

Esta comédia explora a relação de dois casais vizinhos, Eddie (Brad Garrett) e Joy Stark (Joely Fisher), casados há mais de 20 anos, e Jeff (Eddie Kaye Thomas) e Steph Woodcock (Kat Foster), recém-casados.

 

“Til Death” esteve quase a ser cancelada na temporada passada, mas acabou por salvar-se, ainda sem se saber bem como, pois a FOX, canal em que é transmitida, não é conhecida pela sua paciência em relação a programas que não têm boas audiências.

 

Também em termos criativos, as coisas nunca correram muito bem, tendo a sua estrela principal, Brad Garrett, vencedor de vários Emmys pelo seu papel de Robert, o irmão de Raymond em “Everybody Loves Raymond”, mostrado a sua insatisfação com os argumentos que lhe estavam a chegar às mãos.

 

E o grande problema desta sitcom prende-se basicamente com os argumentos, principalmente, a falta de graça dos mesmos. Para uma série de comédia, existir uma tão grande falta de falas ou situações que provoquem o riso é algo de muito mau. Entre os dois casais existe uma grande diferença em termos de comédia. Se Brad Garrett e Joely Fisher conseguem ter uma grande química e alcançar alguns momentos bem engraçados, Eddie Kaye Thomas e Kat Foster são um casal quase sem piada nenhuma. E as suas interpretações, principalmente do primeiro, não são nada convincentes.

 

Neste episódio, o primeiro da nova temporada, tivemos alguns momentos divertidos, mas muito pouco para o que se espera de uma série de comédia.

 

Nota: 6.8/ 10     

 

tags: ,
publicado por ZB às 13:43
link do post | comentar | favorito
|

Michael Dougherty e Eli Roth vão escrever e realizar um episódio de "Heroes: Origins"

 

Segundo o “The Hollywood Reporter”, um dos argumentistas do “Superman Returns”, Michael Dougherty, e o realizador/ argumentista de “Hostel”, Eli Roth, foram contratados para escrever um episódio do spinoff de “Heroes”, “Heroes: Origins”. Além disso, Roth irá também realizar o episódio.

 

Ambos aceitaram o trabalho porque são fãs da série e juntam-se assim a Kevin Smith que também já tinha concordado em escrever e realizar um episódio dessa mesma série.

 

“Heroes: Origins” está prevista ir para o ar no final de Abril, durante o hiatos da mid-season da segunda temporada de Heroes. Em cada episódio deste spinoff, num total previsto de seis, será apresentado um novo personagem, um novo herói, e o público votará no seu favorito, levando o vencedor a integrar o elenco da série original.

 

publicado por ZB às 12:55
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

Back To You – 1x1 – Pilot (FOX)

 

Criada pela dupla Steven Levitan e Christopher Lloyd, as mentes por detrás de “Frasier”, “Back To You”, relata-nos a relação entre dois membros de uma equipa de pivots do noticiário de uma televisão local da área de Pittsburgh, Chuck Darling (Kelsey Grammer) e Kelly Carr (Patricia Heaton).

 

Em 1996, Chuck Darling e Kelly Carr eram uma promissora dupla de pivots televisivos de Pittsburgh, até Chuck decidir abandonar o canal onde trabalham de forma a progredir na sua carreira. Todavia, dez anos mais tarde, quando durante a emissão de um noticiário, pensando que estava fora do ar, insulta uma das suas colegas e o vídeo acaba por ir parar à Internet, é despedido. Os produtores do mesmo canal que ele abandonara, decidem contratá-lo de volta e de forma a relançar a dupla de sucesso que eram Chuck e Kelly.

 

O primeiro episódio, desta nova sitcom da FOX, foca-se nesse mesmo ponto: o regresso de Chuck e a forma como é recebido pela sua antiga colega Kelly.

 

Um dos pontos de interesse desta nova série era saber como é que os protagonistas assimilariam os seus novos personagens, já que Kelsey Grammer vestiu a pele de Frasier durante 20 anos, e Patrícia Heaton, foi a Debra Barone, de “Everybody Loves Raymond”, durante 9 anos, isto, independentemente da sua reconhecida qualidade como actores. Não sei se é por ser uma das minhas sitcoms favoritas, mas a verdade é que passei o episódio inteiro com a ideia de que estava a ver o Frasier e não o Chuck. Claro que existem diferenças, sendo a mais flagrante o facto de Chuck não ser nem metade neurótico do que era Frasier, característica que o tornava num personagem bastante divertido. Mas, a presença de certos maneirismos, quem sabe até próprios do Kalsey Grammer, trouxeram-me à memória o psiquiatra da rádio. Por seu lado, pareceu-me que Patrícia Heaton se distanciou melhor da sua anterior personagem.

 

De resto, o episódio teve bons momentos de comédia, com os personagens principais bem suportados pelos secundários, interpretados por Fred Willard, Ayda Field, Ty Burrell e Josh Gad, e algumas revelações imprevisíveis e bem interessantes.

 

Nota: 7.8/10      

 

publicado por ZB às 16:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

TVDependente detaque na página do SAPO

 

Seis dias depois de dar início a este blog, feito por amor e dedicação à televisão e ao cinema, é com muito orgulho que o vejo ser um dos destaques do SAPO. Mesmo sendo apenas um hobby, é sempre bom saber que alguém conhece e gosta daquilo que fazemos!

 

Por isso, MUITO OBRIGADO!

 

tags:
publicado por ZB às 10:08
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Lost: personagem regressa dos mortos

 

Fica o aviso a quem não quer saber nada sobre o que aconteceu na série que, a partir deste momento, existem grandes SPOILERS, ou seja, para quem não conheça o termo, a partir daqui vão começar a ser reveladas coisas que aconteceram na história e que podem estragar o visionamento a quem ainda não viu o episódio.

 

Confirma-se o regresso de uma das personagens mais misteriosas de Lost, Libby.

 

Sendo uma suposta vítima da queda do avião 815 da Oceanic, Libby acabou por ser a única sobrevivente que morreu antes de ter alguma parte da sua vida revelada num flashback próprio.

 

Mas o mistério da sua presença na série adensou-se mais quando apareceu pela primeira vez num flashback do Hurley, onde ficámos a saber que tinha estado internada no mesmo hospício sem que ele tivesse conhecimento, e, mais tarde, quando apareceu num outro flashback, dessa feita do Desmond, onde era indirectamente responsável pela sua presença na ilha, já que foi ela que lhe emprestou o barco no qual ele encalhou na mesma.

 

Agora, os produtores da série anunciam o regresso da personagem para mais flashbacks, onde iremos saber muito mais acerca dela e, presumivelmente, para que se conclua a sua história.   

 

publicado por ZB às 09:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2007

DVDs de Lost, Heroes, BSG e Desperate Housewives em Novembro?

 

Apesar de não ser oficial, parece que as terceiras temporadas de Lost, Desperate Housewives (DH), Battlestar Galáctica (BSG) e a primeira de Heroes vão ser lançadas em Portugal no próximo mês de Novembro, que, a confirmar-se, será um mês em grande para os coleccionadores de DVD e apreciadores de séries de TV!

 

Para quem não quiser esperar, Heroes e BSG, saem a 17 e 31 de Outubro, em Espanha, com legendas PT. Heroes até terá duas edições, uma simples e uma de coleccionador, a 49,95 euros e 64,95 euros respectivamente.

 

Vejam só estas fotos da edição de coleccionador de Heroes, publicadas no site Zona DVD, e onde podem ver as características da edição:

 

      

 

No caso de Lost e DH, ainda estou muito séptico, devido ao sucedido com as duas anteriores edições portuguesas. Refiro-me, claro, ao facto dos sucessivos atrasos no seu lançamento e na falta de extras na primeira série (problema que acabou por ser rectificado depois na segunda). Se saírem mesmo em Novembro, a primeira data a ser falada e tão pouco tempo depois de outras edições europeias, acho que era quase caso para fazer uma peregrinação a Fátima!

 

Esperemos, com muita ansiedade, que tudo corra como previsto.

 

tags: ,
publicado por ZB às 15:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Lançamentos em DVD: Setembro

 

Em Setembro, temos a reedição da quarta temporada de CSI, agora numa edição única (a primeira edição que foi lançada foi dividida em duas partes), e bem mais barata: cerca de 40 euros, uma redução em quase metade do preço! Que arrependido estou de ter comprado a edição dividida em duas, a cerca de 35 euros cada!

 

Também já saiu a primeira temporada da versão americana de “The Office”, a um preço exorbitante. A edição é igual à espanhola, mas custa mais 10 euros… Não se entende… Ainda por cima, a primeira temporada apenas tem 6 episódios. Para quem quiser comprar a edição espanhola, recomendo a loja online DVDGO, que fazem envios com pagamentos à cobrança.

 

Quanto à quarta e última temporada de “The O.C.” era para sair hoje mas, até ao momento, ainda não vi esta edição em qualquer lugar.

 

Para a próxima semana, temos as primeiras temporadas de “Stargte” e “Weeds”, bem como a quarta do “Justiceiro”.

 

À Venda:

 

CSI - Quarta Série Completa (Série 4 - Parte 1 + Série 4 - Parte 2) – 39,95€ (Fnac)

CSI - Crime Sob Investigação - Miami - Série 3 - Parte 1 – 35,95€ (Fnac)

Os Simpsons – Série 10 – Edição de Coleccionador – 39,95€ (Fnac)

Psych – Série 1 – 39,95 € (Fnac)

The Office - Série 1 – 29,95€ (Fnac) - 19,95€ (DVDGO)

X-Files: Ficheiros Secretos - A Quinta Série Completa – 39,95€ (Fnac)


20 de Setembro

O.C. - Na Terra dos Ricos - A Quarta Série

26 de Setembro

Stargate SG-1 - Primeira Época
Weeds - Ervas - Série 1 – 19,95€  (Fnac)

O Justiceiro - Série 4

publicado por ZB às 14:45
link do post | comentar | favorito
|

 

posts recentes

Acho que o cabeçalho diz ...

O post mais inútil de sem...

Damages: outro tubarão ch...

Ranking de Séries (15 de ...

Battlestar Galactica – 4x...

Mais algumas edições R1

Jericho: O final alternat...

"24" apanha tubarão

BSG: Segunda parte da qua...

Emmys 2008: Candidatos a ...

Emmys 2008: Katherine Hei...

«Behind the Scenes» de "F...

Gossip Girl 2.0 desmentid...

Balanço da Temporada 2007...

Sarah Paulson em "Cupid" ...

"Dirt" cancelada

Balanço da Temporada 2007...

Ranking de Séries (8 de J...

E, agora, uma pequena sur...

Weeds: promo à quarta tem...

Mais uma para esperar ans...

Dexter: Jimmy Smits na te...

FOX anuncia datas dos reg...

«Chuta Pra Canto»: mais u...

Showtime dá luz verde a "...

tags

24(10)

90210(1)

abc(31)

alias(1)

aliens in america(1)

amc(1)

audiências(6)

axn(1)

back to you(2)

balanço da temporada(12)

banda sonora(3)

big shots(1)

bionic woman(3)

blogs(3)

bones(1)

boston legal(2)

brothers & sisters(2)

bsg(34)

californication(2)

cancelamentos(3)

canterbury's law(2)

castings(5)

cbs(10)

chuck(3)

csi(4)

damages(2)

desperate housewives(2)

dexter(7)

dirt(2)

dirty sexy money(3)

dvd(41)

dvd: raio-x(5)

emmys 2008(2)

estreias tv portuguesa(19)

find 815(3)

fox(22)

friday night lights(7)

fringe(3)

fx(5)

golden globes(6)

gossip girl(5)

grande massacre 2007(2)

grelha 2008-09(10)

greve(38)

grey's anatomy(12)

hbo(3)

heroes(17)

house(10)

how i met your mother(2)

jericho(9)

journeyman(2)

k-ville(2)

knight rider(9)

lançamentos(35)

lançamentos dvd: espanha(8)

lançamentos dvd: portugal(18)

lost(62)

machadadas(12)

mad men(2)

melhores 2007(15)

miss guided(2)

moonlight(2)

nbc(35)

new amsterdam(2)

nip/ tuck(3)

notícias(160)

off-topic(18)

one tree hill(3)

opinião(2)

óscares(2)

passatempos(8)

prémios(10)

prison break(8)

promos(38)

pushing daisies(3)

ranking(32)

regresso ao passado(5)

ronda de críticas(55)

samantha who?(4)

scifi(13)

sensual tv(8)

série recomendada(2)

showtime(11)

sondagens(2)

speechless(5)

stargate atlantis(2)

take(4)

tell me you love me(3)

terminator: the sarah connor chronicles(7)

the 4400(2)

the cw(7)

the office(5)

the return of jezebel james(2)

the shield(5)

the tudors(5)

til death(2)

tv nacional(23)

ugly betty(2)

vídeos(69)

x marca o local(36)

todas as tags

arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

pesquisar

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
blogs SAPO

subscrever feeds